Fechar
Publicidade

Sábado, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila Jacomussi promete entregar no dia 25 de junho unidades para moradores

Após polêmica de invasão incentivada por vereador, Paço entregará 840 apartamentos


Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

28/05/2017 | 07:00


 Em solenidade realizada ontem, no Ginásio Prefeito Celso Daniel, o chefe do Executivo de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), anunciou para o dia 25 de junho a entrega das chaves de 840 apartamentos que integram o empreendimento habitacional Altos de Mauá, na Vila Feital.

Erguido desde 2013 com recursos dos governos federal e estadual, o condomínio tem sido alvo de polêmicas dentro da administração mauaense após o vereador Severino do MSTU (Pros) convocar integrantes do movimento de moradia a ocuparem as unidades do empreendimento, conforme noticiado pelo Diário.

A ação irregular que culminou na exoneração do irmão do vereador, o então chefe da Secretaria de Habitação, Raimundo Cassiano de Assis, também é alvo de investigação do MP-SP (Ministério Público de São Paulo). O órgão analisa denúncias de que Severino promoveu ligações clandestinas de esgoto no empreendimento.

Com investimento total de R$ 71,4 milhões, o Condomínio Altos de Mauá foi erguido com recursos do Estado, por meio do programa Casa Paulista (R$ 16,8 milhões) e da União, pelo Minha Casa, Minha Vida – Entidades (R$ 54,6 milhões). Esse modelo é celebrado pelo poder público diretamente com as entidades habitacionais, no caso o MSTU.

A seleção das famílias beneficiadas com os apartamentos ocorreu de maneira conjunta entre a Prefeitura de Mauá e o movimento, nesse caso, a entidade do qual Severino é presidente. O parlamentar foi reeleito em outubro como o mais votado da cidade, com 5.547 votos.

De acordo com Atila Jacomussi, a entrega das chaves encerrará um problema antigo na cidade. “Para ser um bom prefeito, fazer um bom governo é preciso estar ao lado do povo. O PT, no passado, construiu o muro da vergonha e isolou o condomínio Altos de Mauá, no Feital. E nós vamos derrubar esse muro da vergonha (amanhã), porque estamos ao lado do povo, com o povo. Nosso governo garantiu também o estabelecimento das ruas do condomínio, a iluminação pública, abastecimento de água e coleta de esgoto. E no próximo dia 25 de junho, um domingo, as famílias vão receber as chaves de seus apartamentos e, enfim, realizar o sonho da casa própria”, destacou o chefe do Executivo em sua página do Facebook.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atila Jacomussi promete entregar no dia 25 de junho unidades para moradores

Após polêmica de invasão incentivada por vereador, Paço entregará 840 apartamentos

Daniel Macário
Do Diário do Grande ABC

28/05/2017 | 07:00


 Em solenidade realizada ontem, no Ginásio Prefeito Celso Daniel, o chefe do Executivo de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), anunciou para o dia 25 de junho a entrega das chaves de 840 apartamentos que integram o empreendimento habitacional Altos de Mauá, na Vila Feital.

Erguido desde 2013 com recursos dos governos federal e estadual, o condomínio tem sido alvo de polêmicas dentro da administração mauaense após o vereador Severino do MSTU (Pros) convocar integrantes do movimento de moradia a ocuparem as unidades do empreendimento, conforme noticiado pelo Diário.

A ação irregular que culminou na exoneração do irmão do vereador, o então chefe da Secretaria de Habitação, Raimundo Cassiano de Assis, também é alvo de investigação do MP-SP (Ministério Público de São Paulo). O órgão analisa denúncias de que Severino promoveu ligações clandestinas de esgoto no empreendimento.

Com investimento total de R$ 71,4 milhões, o Condomínio Altos de Mauá foi erguido com recursos do Estado, por meio do programa Casa Paulista (R$ 16,8 milhões) e da União, pelo Minha Casa, Minha Vida – Entidades (R$ 54,6 milhões). Esse modelo é celebrado pelo poder público diretamente com as entidades habitacionais, no caso o MSTU.

A seleção das famílias beneficiadas com os apartamentos ocorreu de maneira conjunta entre a Prefeitura de Mauá e o movimento, nesse caso, a entidade do qual Severino é presidente. O parlamentar foi reeleito em outubro como o mais votado da cidade, com 5.547 votos.

De acordo com Atila Jacomussi, a entrega das chaves encerrará um problema antigo na cidade. “Para ser um bom prefeito, fazer um bom governo é preciso estar ao lado do povo. O PT, no passado, construiu o muro da vergonha e isolou o condomínio Altos de Mauá, no Feital. E nós vamos derrubar esse muro da vergonha (amanhã), porque estamos ao lado do povo, com o povo. Nosso governo garantiu também o estabelecimento das ruas do condomínio, a iluminação pública, abastecimento de água e coleta de esgoto. E no próximo dia 25 de junho, um domingo, as famílias vão receber as chaves de seus apartamentos e, enfim, realizar o sonho da casa própria”, destacou o chefe do Executivo em sua página do Facebook.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;