Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

São Paulo tem novas restrições a partir desta segunda-feira, 25

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Na fase vermelha, é permitida a abertura de estabelecimentos considerados essenciais, como mercados e supermercados, farmácias, clínicas e hospitais, postos de gasolina, oficinas mecânicas, padarias (sem consumo no local), bancos e pet shops



25/01/2021 | 07:00


O Estado de São Paulo volta a ter regras mais restritas de circulação a partir desta segunda-feira, 25, que colocam todos os municípios na fase vermelha do Plano São Paulo diariamente, entre as 20 horas e as 6 horas, e em tempo integral nos fins de semana. A medida é válida pelo menos até o dia 8 de fevereiro.

Na fase vermelha, é permitida a abertura de estabelecimentos considerados essenciais, como mercados e supermercados, farmácias, clínicas e hospitais, postos de gasolina, oficinas mecânicas, padarias (sem consumo no local), bancos e pet shops, dentre outros.

Entre os estabelecimentos com funcionamento vetado na fase vermelha, estão os shoppings, galerias, comércio e prestadores de serviços em geral, salões de beleza, barbearias, academias de ginástica, espaços de eventos e convenções, museus, cinemas, teatros e espaços culturais.

No caso de lojas de conveniência, a venda de bebida alcoólica fica restrita entre as 6 horas e as 20 horas. Além disso, restaurantes, lanchonetes, bares e outros espaços de gastronomia podem funcionar apenas para delivery e venda para levar (take away).

Fora do horário de restrição, a capital e as demais cidades da região metropolitana estão sujeitas às regras da fase laranja, a segunda mais restrita depois da vermelha.

Entre os regramentos dessa classificação, está o funcionamento de shoppings, comércio, de estabelecimentos de serviços, salões de beleza, barbearias, academias, espaços culturais e de eventos e restaurantes por até 8 horas diárias e com 40% da capacidade. Bares não podem ter atendimento presencial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;