Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC vacina 3.254 contra a Covid

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

São Bernardo fez mutirão para imunizar índios de duas aldeias que ficam na região pós-balsa


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

21/01/2021 | 00:01


O Grande ABC vacinou até ontem 3.254 pessoas nesta primeira fase da campanha, que visa imunizar contra a Covid profissionais da saúde, indígenas, quilombolas, idosos que moram em casas de repouso e deficientes acamados. A cidade que mais imunizou até agora é São Bernardo, com 1.188 doses, seguida bem de perto por Diadema, com 1.155. Santo André aplicou 455 doses, São Caetano 246 e Ribeirão Pires 210. Mauá e Rio Grande da Serra não informaram os números.

Ontem foi o segundo dia de vacinação, depois que a região recebeu, terça-feira, 39,3 mil doses da Coronavac. A campanha segue de forma intensa e a expectativa é que o público-alvo seja imunizado até o fim do mês. 

Um dos grupos beneficiados pela primeira fase da imunização, indígenas das aldeias Guyrapa-ju e Kuaray Rexakã (Brilho de Sol), foram vacinados ontem. O primeiro imunizado foi o Edson Martins dos Santos, 24 anos. “O momento é de emoção. Vimos muitas pessoas sofrendo e morrendo por conta da Covid e ficamos muito preocupados, então, a expectativa para chegada dessa vacina era muito grande”, comentou.

Ainda emocionado, Edson destaca que na aldeia em que vive – a Guyraoa-ju – houve poucos casos confirmados da Covid e nenhuma morte, mas souberam de casos mais graves e óbitos em aldeias próximas. “Tivemos medo de perder alguém da família”, revela. Depois de Edson, o cacique Elcio da Silva, 30, e Maurilis dos Santos, 27, também foram imunizados. Ao longo do dia, nas duas aldeias, 100 pessoas foram vacinadas.

Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), que acompanhou a vacinação, os indígenas foram escolhidos nesta primeira etapa pela vulnerabilidade e por viverem isolados. “Com um índio infectado a possibilidade da letalidade é grande”, diz. 

As aldeias estão localizadas na região pós-balsa e recebem atendimento médico pela UBS (Unidade Básica de Saúde) Santa Cruz, também da região.

São Bernardo também iniciou a imunização nas ILPIs (Instituição de Longa Permanência para Idosos), sendo que a primeira foi a Casa São Vicente de Paulo com 54 internados – a ação contemplou também os profissionais da instituição.

Santo André também iniciou a vacinação de pessoas com idade superior a 60 anos que residem em instituições de longa permanência, que contam com 1.335 internados. Hoje, a cidade vai enviar doses de imunizantes para todos os hospitais públicos e privados do município, incluindo o Hospital Estadual Mário Covas, para que a direção de cada unidade ministre a vacina em suas equipes. 

ESTADO

As cidades de São Paulo vacinaram até às 22h de ontem 22.618 pessoas contra Covid-19. Ontem a imunização começou no Hospital Regional de São José dos Campos e Sorocaba e no Hospital dos Estivadores de Santos. A Secretaria de Estado da Saúde encaminhou mais 125 mil vacinas do Butantan para outros 75 destinos paulistas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;