Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

CCJ discute nesta terça entrada da Venezuela no Mercosul


Do Diário OnLine

12/11/2007 | 18:25


A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados volta a se reunir nesta terça-feira para discutir a polêmica questão sobre o ingresso da Venezuela no Mercosul (Mercado Comum do Sul). A entrada dos venezuelanos já foi aprovada por Uruguai e Argentina, mas depende ainda dos Congressos do Brasil e do Paraguai para ser definitivamente efetivada.

O relator do caso na CCJ, deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), já avisou que, em seu relatório final sobre o caso, a ser apresentado nesta terça, poderá sugerir a não entrada da Venezuela no Mercosul devido às medidas “ditatoriais” adotadas no país pelo presidente Hugo Chavez.

De acordo com Maluf, não existe nenhuma restrição contra os venezuelanos, mas algumas atitudes de Chavez ferem a cláusula democrática do Mercosul. Ele citou como exemplo a reeleição presidencial sem limites, uma das propostas de Hugo Chavez contida dentro da reforma constitucional que está prestes a ser aprovada na Venezuela.

A proposta de adesão da Venezuela ao Mercosul já foi aprovada pela Comissão de Relações Exteriores da Câmara. Após passar pela CCJ, seguirá diretamente para o plenário. Depois disso, se aprovada, ainda terá que passar pelo crivo do Senado Federal.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CCJ discute nesta terça entrada da Venezuela no Mercosul

Do Diário OnLine

12/11/2007 | 18:25


A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados volta a se reunir nesta terça-feira para discutir a polêmica questão sobre o ingresso da Venezuela no Mercosul (Mercado Comum do Sul). A entrada dos venezuelanos já foi aprovada por Uruguai e Argentina, mas depende ainda dos Congressos do Brasil e do Paraguai para ser definitivamente efetivada.

O relator do caso na CCJ, deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), já avisou que, em seu relatório final sobre o caso, a ser apresentado nesta terça, poderá sugerir a não entrada da Venezuela no Mercosul devido às medidas “ditatoriais” adotadas no país pelo presidente Hugo Chavez.

De acordo com Maluf, não existe nenhuma restrição contra os venezuelanos, mas algumas atitudes de Chavez ferem a cláusula democrática do Mercosul. Ele citou como exemplo a reeleição presidencial sem limites, uma das propostas de Hugo Chavez contida dentro da reforma constitucional que está prestes a ser aprovada na Venezuela.

A proposta de adesão da Venezuela ao Mercosul já foi aprovada pela Comissão de Relações Exteriores da Câmara. Após passar pela CCJ, seguirá diretamente para o plenário. Depois disso, se aprovada, ainda terá que passar pelo crivo do Senado Federal.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;