Fechar
Publicidade

Domingo, 9 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Humala nomeia Jimenez como primeiro-ministro



24/07/2012 | 01:43


O presidente do Peru, Ollanta Humala, que ontem promoveu uma reforma ministerial, nomeou o ministro da Justiça, Juan Jimenez, como novo primeiro-ministro. Ex-advogado defensor dos direitos humanos, Jimenez substituirá Oscar Valdés como chefe do Gabinete.

 

Valdés se tornou primeiro-ministro em dezembro de 2011, mas a sua abordagem linha-dura, especialmente no caso das manifestações populares contrárias aos projetos de ouro e cobre na região de Minas Conga, ajudou a causar um declínio no apoio à administração Humala.

 

Embora todos os ministros tenham entregue a carta de demissão, Humala manteve Luis Miguel Castilla como ministro das Finanças, enquanto Jorge Merino ficou como ministro de Minas e Energia. Porém, houve mudanças nas pastas da Defesa, Interior, Agricultura, Saúde e Justiça.

 

Segundo analistas, as mudanças ministeriais visam tentar reverter a queda na popularidade do governo Humala. Pesquisa de opinião divulgada hoje pelo Instituto GFK mostra que a taxa de aprovação do presidente caiu para 36% em julho, abaixo dos 41% de junho, o menor patamar de seu primeiro ano de governo. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Humala nomeia Jimenez como primeiro-ministro


24/07/2012 | 01:43


O presidente do Peru, Ollanta Humala, que ontem promoveu uma reforma ministerial, nomeou o ministro da Justiça, Juan Jimenez, como novo primeiro-ministro. Ex-advogado defensor dos direitos humanos, Jimenez substituirá Oscar Valdés como chefe do Gabinete.

 

Valdés se tornou primeiro-ministro em dezembro de 2011, mas a sua abordagem linha-dura, especialmente no caso das manifestações populares contrárias aos projetos de ouro e cobre na região de Minas Conga, ajudou a causar um declínio no apoio à administração Humala.

 

Embora todos os ministros tenham entregue a carta de demissão, Humala manteve Luis Miguel Castilla como ministro das Finanças, enquanto Jorge Merino ficou como ministro de Minas e Energia. Porém, houve mudanças nas pastas da Defesa, Interior, Agricultura, Saúde e Justiça.

 

Segundo analistas, as mudanças ministeriais visam tentar reverter a queda na popularidade do governo Humala. Pesquisa de opinião divulgada hoje pelo Instituto GFK mostra que a taxa de aprovação do presidente caiu para 36% em julho, abaixo dos 41% de junho, o menor patamar de seu primeiro ano de governo. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;