Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Setor de material de construção se renova

Novos diretores serão eleitos


Cláudio Conz

01/12/2011 | 00:00


Na última semana, tivemos eleições gerais na Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, entidade na qual permaneço como presidente executivo. Para nosso conselho deliberativo, a chapa União Nacional foi eleita por aclamação. O empresário Geraldo Cordeiro de Jesus, ex-presidente da Acomac Bahia e vice-presidente do conselho deliberativo da Anamaco por dois mandatos, foi eleito presidente do conselho deliberativo e diretor da Anamaco, com mandato de dois anos, que é o tempo de duração dos mandatos em nossa entidade.

Nos últimos quatro anos, tivemos à frente de nosso conselho o empresário Getúlio Nogueira de Sá, de Jundiaí, um grande companheiro do associativismo, eleito em 2007 e reeleito em 2009. Este período foi marcado por importantes conquistas em prol do setor, fruto de nossa organização enquanto entidade e da articulação de forças junto das demais entidades atuantes no nosso segmento. Isenção de impostos, redução de IPI, programas de fomento, como é o caso do PAC 1, PAC 2, Minha Casa Minha Vida 1 e 2, obras para os grandes eventos esportivos que estão por vir - Copa do Mundo e Olimpíadas - , tudo isso marcou esta gestão que agora se finda.

Neste período, pudemos nos aproximar dos governos, nas diversas esferas - nos municípios em que as nossas regionais, as Associações dos Comerciantes de Material de Construção mantiveram-se atuantes, no nível estadual, bem como no nível federal - e lutar, sem pestanejar, pelos interesses do nosso varejo, com o intuito de trazer riqueza para o Brasil, gerar empregos e, em especial, melhorar a qualidade da moradia do povo brasileiro. Mesmo com todos estes projetos, o Brasil ainda possui deficit habitacional de 5,6 milhões de moradias e nosso trabalho, sem dúvida, tem como uma das metas aliviar de maneira significativa este problema.

ORGANIZAÇÃO QUE FAZ A DIFERENÇA - Não tenho dúvidas de que nossa união faz a força. O associativismo é excelente forma de modificar a realidade econômica do nosso País, gerando frutos para todos. A Anamaco surgiu em 1984, como entidade de classe, sem fins lucrativos, que funciona como interface entre os órgãos governamentais e as Acomacs e Fecomacs, demais entidades, fabricantes e comerciantes de material de construção. Nosso trabalho consiste em desenvolver ações junto ao poder público, apresentando sugestões e projetos que têm por objetivo aumentar as vendas de material de construção, promovendo o desenvolvimento do setor e do País como um todo. A Anamaco também promove discussões em torno de assuntos que podem interferir diretamente na cadeia produtiva da construção, como questões ligadas à tributação, projetos de lei etc.

Com cerca de 138 mil lojas em todo o País, o setor de material de construção é parte integrante do complexo denominado de construbusiness, que representa 13% do PIB brasileiro. A cadeia da construção civil emprega 15 milhões de pessoas, sendo 4 milhões diretamente, com expressivo poder multiplicador sobre demanda doméstica, e mínimo viés importador, com superavit comercial de cerca de US$2,5 bilhões ao ano entre bens e serviços. A Anamaco tem hoje em seu banco de dados cerca de 50 mil lojas cadastradas. Não importa qual seja seu setor, busque organizá-lo. Caminhando juntos é bem mais fácil de chegar mais longe.

ENCONTROS, DISCUSSÕES E SOLUÇÕES - Nosso espírito associativista também traz muitas coisas positivas para nosso dia a dia de trabalho e na vida pessoal. Basta acessar nosso site para ver quantos benefícios o trabalho conjunto traz às comunidades locais, como melhorias nas cidades, eventos, palestras e a distribuição do conhecimento. Esta semana, por exemplo, nós comerciantes de material de construção participantes do sistema Anamaco tomamos parte em divertida viagem repleta de aprendizado - o Ecomac São Paulo, realizado dentro de um navio. Imagine só combinar estudo, business e diversão! Esta é uma das faces do associativismo. À bordo de um transatlântico, pudemos discutir e estudar a arte da negociação, sob seus diversos aspectos: empresarial, familiar e societária. Também analisamos as perspectivas do segmento do varejo de material de construção para 2012, incluindo planejamento tributário, entre outros assuntos.

Esta foi uma oportunidade de confraternizar, entender e aprender sobre o que outros companheiros enfrentam, fazer negócios, bem como nos aproximarmos entre nós para ganhar ainda mais força. Que esta nova gestão da nossa entidade mantenha o brilho deste nosso caráter associativista, para que possamos crescer ainda mais, alcançar ainda outros maiores sucessos e ajudar o País em seus diversos desafios. Acredito que podemos ainda fazer muito mais!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Setor de material de construção se renova

Novos diretores serão eleitos

Cláudio Conz

01/12/2011 | 00:00


Na última semana, tivemos eleições gerais na Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, entidade na qual permaneço como presidente executivo. Para nosso conselho deliberativo, a chapa União Nacional foi eleita por aclamação. O empresário Geraldo Cordeiro de Jesus, ex-presidente da Acomac Bahia e vice-presidente do conselho deliberativo da Anamaco por dois mandatos, foi eleito presidente do conselho deliberativo e diretor da Anamaco, com mandato de dois anos, que é o tempo de duração dos mandatos em nossa entidade.

Nos últimos quatro anos, tivemos à frente de nosso conselho o empresário Getúlio Nogueira de Sá, de Jundiaí, um grande companheiro do associativismo, eleito em 2007 e reeleito em 2009. Este período foi marcado por importantes conquistas em prol do setor, fruto de nossa organização enquanto entidade e da articulação de forças junto das demais entidades atuantes no nosso segmento. Isenção de impostos, redução de IPI, programas de fomento, como é o caso do PAC 1, PAC 2, Minha Casa Minha Vida 1 e 2, obras para os grandes eventos esportivos que estão por vir - Copa do Mundo e Olimpíadas - , tudo isso marcou esta gestão que agora se finda.

Neste período, pudemos nos aproximar dos governos, nas diversas esferas - nos municípios em que as nossas regionais, as Associações dos Comerciantes de Material de Construção mantiveram-se atuantes, no nível estadual, bem como no nível federal - e lutar, sem pestanejar, pelos interesses do nosso varejo, com o intuito de trazer riqueza para o Brasil, gerar empregos e, em especial, melhorar a qualidade da moradia do povo brasileiro. Mesmo com todos estes projetos, o Brasil ainda possui deficit habitacional de 5,6 milhões de moradias e nosso trabalho, sem dúvida, tem como uma das metas aliviar de maneira significativa este problema.

ORGANIZAÇÃO QUE FAZ A DIFERENÇA - Não tenho dúvidas de que nossa união faz a força. O associativismo é excelente forma de modificar a realidade econômica do nosso País, gerando frutos para todos. A Anamaco surgiu em 1984, como entidade de classe, sem fins lucrativos, que funciona como interface entre os órgãos governamentais e as Acomacs e Fecomacs, demais entidades, fabricantes e comerciantes de material de construção. Nosso trabalho consiste em desenvolver ações junto ao poder público, apresentando sugestões e projetos que têm por objetivo aumentar as vendas de material de construção, promovendo o desenvolvimento do setor e do País como um todo. A Anamaco também promove discussões em torno de assuntos que podem interferir diretamente na cadeia produtiva da construção, como questões ligadas à tributação, projetos de lei etc.

Com cerca de 138 mil lojas em todo o País, o setor de material de construção é parte integrante do complexo denominado de construbusiness, que representa 13% do PIB brasileiro. A cadeia da construção civil emprega 15 milhões de pessoas, sendo 4 milhões diretamente, com expressivo poder multiplicador sobre demanda doméstica, e mínimo viés importador, com superavit comercial de cerca de US$2,5 bilhões ao ano entre bens e serviços. A Anamaco tem hoje em seu banco de dados cerca de 50 mil lojas cadastradas. Não importa qual seja seu setor, busque organizá-lo. Caminhando juntos é bem mais fácil de chegar mais longe.

ENCONTROS, DISCUSSÕES E SOLUÇÕES - Nosso espírito associativista também traz muitas coisas positivas para nosso dia a dia de trabalho e na vida pessoal. Basta acessar nosso site para ver quantos benefícios o trabalho conjunto traz às comunidades locais, como melhorias nas cidades, eventos, palestras e a distribuição do conhecimento. Esta semana, por exemplo, nós comerciantes de material de construção participantes do sistema Anamaco tomamos parte em divertida viagem repleta de aprendizado - o Ecomac São Paulo, realizado dentro de um navio. Imagine só combinar estudo, business e diversão! Esta é uma das faces do associativismo. À bordo de um transatlântico, pudemos discutir e estudar a arte da negociação, sob seus diversos aspectos: empresarial, familiar e societária. Também analisamos as perspectivas do segmento do varejo de material de construção para 2012, incluindo planejamento tributário, entre outros assuntos.

Esta foi uma oportunidade de confraternizar, entender e aprender sobre o que outros companheiros enfrentam, fazer negócios, bem como nos aproximarmos entre nós para ganhar ainda mais força. Que esta nova gestão da nossa entidade mantenha o brilho deste nosso caráter associativista, para que possamos crescer ainda mais, alcançar ainda outros maiores sucessos e ajudar o País em seus diversos desafios. Acredito que podemos ainda fazer muito mais!

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;