Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Dia de festa

Pixabay  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Assoprando as velinhas de 90 anos, Mickey Mouse é marco na história do cinema e da animação


Daniela Pegoraro
Especial para o Diário

18/11/2018 | 07:00


“Você pode sonhar, criar, desenhar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo. Mas é necessário ter pessoas para transformar seu sonho em realidade”, disse Walt Disney (1901–1966). Não resta dúvidas de que o cineasta conseguiu transmitir um pouco de magia para os olhos e corações dos espectadores. As histórias criadas em seus estúdios encantam e atravessam gerações até os dias de hoje. E toda a trajetória começou há 90 anos de maneira simples: com um rato. De orelhas redondas, nariz pontudo, sorriso sapeca, dois pontos pretos representando os olhos, Mickey Mouse ainda não tinha cores nem luvas. Hoje, ele assopra as velinhas pelos seus 90 anos, mantendo-se ativo como um ícone na cultura mundial – e nove décadas parece pouco para tudo o que representa.

A criação de Mickey se deu após problemas de direitos autorais que Disney enfrentou nos estúdios Universal Pictures, onde trabalhava como animador. Na época, já emplacava um desenho de grande sucesso com Oswald, o coelho – os traços eram, inclusive, extremamente parecidos aos que viriam a ser a primeira versão do Mickey. Após perder o personagem para o estúdio, o cineasta decidiu recriá-lo como um rato. Originalmente, a ideia era a de que ele se chamasse Mortimer, mas a mulher do animador discordou, e sugeriu nomeá-lo Mickey.

O curta-metragem que marca o nascimento do personagem é o clássico Steamboat Willie (veja mais ao lado), de 1928, considerado a primeira animação sincronizada com áudio na história do cinema.“Disney fez com que as produtoras ficassem preocupadas em ter algo a mais do que o pianista no cinema tocando o desenho animado quando ele aparecesse na tela. A Disney deu o primeiro passo nas características que o desenho animado tem hoje”, explica o especialista em animação Paulo Gustavo Pereira. Embora a data de lançamento de Steamboat Willie seja o marco do nascimento do rato mais famoso do mundo, esta não foi a primeira animação de Mickey. Naquele mesmo ano, no mês de maio, foi lançado o curta mudo Plane Crazy, que apresenta a aventura do personagem ao montar um avião junto a animais de fazenda – desde então, com a presença da namorada, Minnie Mouse.

>Atualmente, a figura de Mickey continua fortemente presente nos estúdios Disney. “Ele representa a construção de um nome dentro da estrutura do desenho animado que ninguém podia imaginar que iria acontecer. O Walt transformou o Mickey em um personagem muito mais forte do que suas próprias histórias”, conclui o especialista.

‘Steamboat Willie’ marca a história da animação

Steamboat Willie, ou Vapor Willie, em Português, foi a primeira animação sonora no cinema, contando com música e efeitos sonoros. Na produção, de cerca de sete minutos, Mickey se aventura enquanto trabalha como ajudante em um barco – o sonho dele é ser capitão, mas Bafo-de-Onça sempre o atrapalha. A clássica produção encontra-se disponível no YouTube.

O antigo curta-metragem foi inspiração para um mais recente. Hora de Viajar estreou em 2013 no cinema, exibido junto ao filme Frozen – Uma Aventura Congelante. Os traços e estética do filme – em preto e branco – fazem referência direta às primeiras aparições de Mickey. Detalhe é que Disney era quem originalmente emprestava sua voz às falas do personagem. Algo feito também em 2013, graças à tecnologia.

Mickey Mouse continua a ser aposta de produções

O sucesso que o ratinho da Disney conquistou há 90 anos permanece como legado até os dias de hoje, e as aventuras de Mickey só tendem a crescer. Atualmente, quem ligar a televisão pode encontrar ainda três séries animadas do personagem nos canais fechados da empresa (Disney Channel, Disney Júnior e Disney XD), todas voltadas para o público infantil.

A Casa do Mickey Mouse conta com animação em 3D, e apresenta o rato e seus amigos em aventuras interativas para crianças. Mickey Sobre Rodas não se distancia muito. Nela – também em 3D –, o personagem e s amigos se enfrentam em corridas automobilísticas ao redor do mundo. E, por fim, Mickey Mouse apresenta curtas-metragens em 2D, se aproximando do que era o primeiro traço do desenho de 1928. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;