Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 29 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Flamengo vira e bate o Peixe na Vila


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

28/07/2011 | 00:26


Em jogo digno da história das duas equipes e à altura do talento de astros que dele participaram, entre eles Neymar, quem fez a diferença foi Ronaldinho Gaúcho na histórica virada do Flamengo sobre o Santos por 5 a 4 ontem à noite, na Vila Belmiro. Detalhe: o Peixe vencia por 3 a 0 até os 28 minutos do primeiro tempo. Elano perdeu pênalti e deixou o campo vaiado. Com o resultado, o time carioca se manteve em terceiro na tabela do Brasileirão com 24 pontos e o santista caiu da 14ª para a 16ª, com 11.

Ao torcedor que estava ansioso para ver a estreia de Neymar e Ganso no torneio - serviam a Seleção Brasileira - valeu a espera. Ganso só estreou ontem porque antes da Copa América se recuperava de cirurgia no joelho, mas passou em branco no jogo.

A lista dos escalados para o confronto por si só já era indício de bom espetáculo. O Santos começou elétrico e abriu o placar aos quatro minutos, com Borges. O Flamengo teve duas oportunidades com Ronaldinho, mas não marcou.

Veloz, o time paulista puxou contra-ataque aos 15 minutos. Lançado, Neymar invadiu a área e tentou encobrir Felipe, que defendeu parcialmente. Neymar pegou a sobra e, com meia bicicleta, serviu Borges que empurrou para as redes (2 a 0). Aos 25, o Peixe ampliou, em jogada individual de Neymar.

A goleada que se desenhava virou preocupação por conta da reação carioca. Em 16 minutos o Flamengo chegou à igualdade. Aos 28, Ronaldinho descontou após falha de Rafael e Edu Dracena. Aos 31 Thiago Neves fez de cabeça e, aos 44, Deivid empatou (3 a 3). Três minutos antes Elano havia perdido pênalti sofrido por Neymar.

Após o intervalo, as equipes se revezaram nas belas jogadas e finalizações. Aos seis, Neymar recolocou o Peixe à frente com leve toque por cima de Felipe. Guerreiro, o Flamengo foi ao ataque e, aos 22, Ronaldinho empatou (4 a 4) em cobrança de falta. Aos 35, em jogada de contra-ataque, ele mesmo fez o gol da vitória com toque preciso no canto esquerdo de Rafael. Após o gol, os cariocas mantiveram a posse de bola para garantir o resultado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Flamengo vira e bate o Peixe na Vila

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

28/07/2011 | 00:26


Em jogo digno da história das duas equipes e à altura do talento de astros que dele participaram, entre eles Neymar, quem fez a diferença foi Ronaldinho Gaúcho na histórica virada do Flamengo sobre o Santos por 5 a 4 ontem à noite, na Vila Belmiro. Detalhe: o Peixe vencia por 3 a 0 até os 28 minutos do primeiro tempo. Elano perdeu pênalti e deixou o campo vaiado. Com o resultado, o time carioca se manteve em terceiro na tabela do Brasileirão com 24 pontos e o santista caiu da 14ª para a 16ª, com 11.

Ao torcedor que estava ansioso para ver a estreia de Neymar e Ganso no torneio - serviam a Seleção Brasileira - valeu a espera. Ganso só estreou ontem porque antes da Copa América se recuperava de cirurgia no joelho, mas passou em branco no jogo.

A lista dos escalados para o confronto por si só já era indício de bom espetáculo. O Santos começou elétrico e abriu o placar aos quatro minutos, com Borges. O Flamengo teve duas oportunidades com Ronaldinho, mas não marcou.

Veloz, o time paulista puxou contra-ataque aos 15 minutos. Lançado, Neymar invadiu a área e tentou encobrir Felipe, que defendeu parcialmente. Neymar pegou a sobra e, com meia bicicleta, serviu Borges que empurrou para as redes (2 a 0). Aos 25, o Peixe ampliou, em jogada individual de Neymar.

A goleada que se desenhava virou preocupação por conta da reação carioca. Em 16 minutos o Flamengo chegou à igualdade. Aos 28, Ronaldinho descontou após falha de Rafael e Edu Dracena. Aos 31 Thiago Neves fez de cabeça e, aos 44, Deivid empatou (3 a 3). Três minutos antes Elano havia perdido pênalti sofrido por Neymar.

Após o intervalo, as equipes se revezaram nas belas jogadas e finalizações. Aos seis, Neymar recolocou o Peixe à frente com leve toque por cima de Felipe. Guerreiro, o Flamengo foi ao ataque e, aos 22, Ronaldinho empatou (4 a 4) em cobrança de falta. Aos 35, em jogada de contra-ataque, ele mesmo fez o gol da vitória com toque preciso no canto esquerdo de Rafael. Após o gol, os cariocas mantiveram a posse de bola para garantir o resultado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;