Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Vitrine para o mundo

Reprodução  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

28/07/2011 | 07:03


Cinco artistas plásticos da região foram convidados a compor o catálogo que celebra os 25 anos da Galeria Mali Villas-Bôas, na Capital. Trabalhos de Célio Rosa, Elena Rotta, Gonçalo Pavanello, Joel Cunha e Adélio Sarro estarão reunidas em obra de divulgação, que circulará gratuitamente em museus, galerias, instituições de arte e bibliotecas.

O lançamento do livreto será amanhã, às 20h. E tem exposição que acontece entre os dias 30 e 5.

"Esse catálogo durará anos e chegará a grande público, com o registro de nosso estilo e algumas de nossas obras. É a nossa vitrine para o mundo", conta o são-bernardense Gonçalo Pavanello, que também assina o design gráfico do projeto.

"Ser artista plástico é como ser jogador de futebol. Tem Ronaldinho, Romário e Neymar e outros milhares que tentam mostrar seu trabalho", completa o artista.

Sua obra selecionada, 'Meio Elefante', já esteve em exposição na Casa do Olhar em Santo André, junto com outras de suas digigravuras, imagens manipuladas por softwares.

"Sou designer gráfico, diariamente mexo com imagens e tipologia. Paralelamente, sempre pintei, mas sou compulsivo, quero ver o resultado do meu trabalho mais rápido do que o tempo que demora para ir ao ateliê, mexer com os pincéis, as tintas e a tela. Construo, destruo e misturo técnicas utilizando o mouse como pincel."

A composição de 'Meio Elefante' partiu dos estudos do artista na técnica de 'optical art'. "Em um efeito em que os pontos parecem luzes piscando, você vê uma imagem pesada, que dá a impressão de estar flutuando."

Pavanello também estreará, em agosto, exposição no Metrô Sé, que depois seguirá para a Luz.

"Montei cerca de 30 imagens através de duas figuras: uma cabeça de galo e um pedaço de banana mordido."

Ele garante que luta para que seu trabalho ganhe força na região, mas que também é importante que chegue a São Paulo. "Lá acontece de tudo e tem muitas pessoas interessadas em seu trabalho. Aqui, muitos reclamam que falta espaço para o artista."

Lançamento de catálogo - Artes Plásticas - Amanhã, às 20h. Exposição. Do dia 30 ao dia 5. De seg. a sex., das 12h às 20h e de sábado, das 13h30 às 21h30. Na Galeria Malí Villas-Bôas - Rua Tabapuã, 838. São Paulo. Tel.: 3078-0541. Grátis.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vitrine para o mundo

Thiago Mariano
Do Diário do Grande ABC

28/07/2011 | 07:03


Cinco artistas plásticos da região foram convidados a compor o catálogo que celebra os 25 anos da Galeria Mali Villas-Bôas, na Capital. Trabalhos de Célio Rosa, Elena Rotta, Gonçalo Pavanello, Joel Cunha e Adélio Sarro estarão reunidas em obra de divulgação, que circulará gratuitamente em museus, galerias, instituições de arte e bibliotecas.

O lançamento do livreto será amanhã, às 20h. E tem exposição que acontece entre os dias 30 e 5.

"Esse catálogo durará anos e chegará a grande público, com o registro de nosso estilo e algumas de nossas obras. É a nossa vitrine para o mundo", conta o são-bernardense Gonçalo Pavanello, que também assina o design gráfico do projeto.

"Ser artista plástico é como ser jogador de futebol. Tem Ronaldinho, Romário e Neymar e outros milhares que tentam mostrar seu trabalho", completa o artista.

Sua obra selecionada, 'Meio Elefante', já esteve em exposição na Casa do Olhar em Santo André, junto com outras de suas digigravuras, imagens manipuladas por softwares.

"Sou designer gráfico, diariamente mexo com imagens e tipologia. Paralelamente, sempre pintei, mas sou compulsivo, quero ver o resultado do meu trabalho mais rápido do que o tempo que demora para ir ao ateliê, mexer com os pincéis, as tintas e a tela. Construo, destruo e misturo técnicas utilizando o mouse como pincel."

A composição de 'Meio Elefante' partiu dos estudos do artista na técnica de 'optical art'. "Em um efeito em que os pontos parecem luzes piscando, você vê uma imagem pesada, que dá a impressão de estar flutuando."

Pavanello também estreará, em agosto, exposição no Metrô Sé, que depois seguirá para a Luz.

"Montei cerca de 30 imagens através de duas figuras: uma cabeça de galo e um pedaço de banana mordido."

Ele garante que luta para que seu trabalho ganhe força na região, mas que também é importante que chegue a São Paulo. "Lá acontece de tudo e tem muitas pessoas interessadas em seu trabalho. Aqui, muitos reclamam que falta espaço para o artista."

Lançamento de catálogo - Artes Plásticas - Amanhã, às 20h. Exposição. Do dia 30 ao dia 5. De seg. a sex., das 12h às 20h e de sábado, das 13h30 às 21h30. Na Galeria Malí Villas-Bôas - Rua Tabapuã, 838. São Paulo. Tel.: 3078-0541. Grátis.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;