Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 8 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Oposição critica negligência em atendimento na Saúde e promete representação contra secretária

Montagem/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pery Cartola aponta ingerência de Odete Gialdi em problemas no setor


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

21/02/2015 | 07:00


Vereador oposicionista em São Bernardo, Pery Cartola (SD) utilizou a tribuna na última sessão para entoar discurso crítico contra a secretária municipal de Saúde, Odete Gialdi (PT), após reportagem do Diário revelar que moradora não consegue por um ano marcar retorno com psiquiatra na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Baeta Neves.

O caso exemplificou a situação constrangedora da paciente Dalva Nogueira, de 66 anos, que ironicamente fez um bolo para marcar período em que não conseguia marcar consulta médica no equipamento público.

O oposicionista promete ingressar com representação no MP (Ministério Público) para obter averiguação de todo o setor. “É ótimo que situação como esta se torne pública, pois nos dá condições de poder acionar a Promotoria para que nos ajude a expor o que de fato ocorre com a Saúde da cidade. Essa medida (ação na Justiça) é necessária, pois não conseguimos enviar ao Executivo requerimentos questionando em quais condições o setor está defasado”, argumentou Pery.

Diante da série de críticas à responsável pela Educação, Cleuza Repulho (PT), pelo corte da merenda nas escolas, Pery aproveitou para reforçar fragilidade do governo do prefeito Luiz Marinho (PT) “em áreas tão importantes”. “Uma cidade rica tem tantas dificuldades em setores primordiais. Com o Orçamento que trabalhamos, no mínimo, não deveríamos estar em estado tão ruim”, mencionou o parlamentar, referindo-se à peça orçamentária do ano, cujo valor é de R$ 4,99 bilhões. A Saúde ficou com a maior fatia, recebendo R$ 948 milhões.

“A Saúde de São Bernardo está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e sem previsão de alta”, complementou. Em meio aos ataques, o Diário apurou que a chefe do setor da Saúde está em viagem pela Itália.

Pelo governo, o presidente da Câmara, José Luis Ferrarezi (PT), minimizou as afirmativas do oposicionistas ao assegurar que os problemas na área acontecem por todo o País, no entanto, não fez defesa direta ao governo. “Duvido que no Brasil alguma administração escape desses temas (Educação e Saúde), além de outros. O nosso município não foge dos outros. A oposição viu esse caso e trouxe ao plenário, mas entendo que é grave, mas pontual”, justificou.

Sobre a situação, a Prefeitura respondeu que os registros do prontuário da moradora indicam que ela é usuária da rede desde 2005 e que, “ao longo desses anos, o acesso aos médicos e medicamentos foi garantido ininterruptamente”. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Oposição critica negligência em atendimento na Saúde e promete representação contra secretária

Pery Cartola aponta ingerência de Odete Gialdi em problemas no setor

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

21/02/2015 | 07:00


Vereador oposicionista em São Bernardo, Pery Cartola (SD) utilizou a tribuna na última sessão para entoar discurso crítico contra a secretária municipal de Saúde, Odete Gialdi (PT), após reportagem do Diário revelar que moradora não consegue por um ano marcar retorno com psiquiatra na UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro Baeta Neves.

O caso exemplificou a situação constrangedora da paciente Dalva Nogueira, de 66 anos, que ironicamente fez um bolo para marcar período em que não conseguia marcar consulta médica no equipamento público.

O oposicionista promete ingressar com representação no MP (Ministério Público) para obter averiguação de todo o setor. “É ótimo que situação como esta se torne pública, pois nos dá condições de poder acionar a Promotoria para que nos ajude a expor o que de fato ocorre com a Saúde da cidade. Essa medida (ação na Justiça) é necessária, pois não conseguimos enviar ao Executivo requerimentos questionando em quais condições o setor está defasado”, argumentou Pery.

Diante da série de críticas à responsável pela Educação, Cleuza Repulho (PT), pelo corte da merenda nas escolas, Pery aproveitou para reforçar fragilidade do governo do prefeito Luiz Marinho (PT) “em áreas tão importantes”. “Uma cidade rica tem tantas dificuldades em setores primordiais. Com o Orçamento que trabalhamos, no mínimo, não deveríamos estar em estado tão ruim”, mencionou o parlamentar, referindo-se à peça orçamentária do ano, cujo valor é de R$ 4,99 bilhões. A Saúde ficou com a maior fatia, recebendo R$ 948 milhões.

“A Saúde de São Bernardo está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e sem previsão de alta”, complementou. Em meio aos ataques, o Diário apurou que a chefe do setor da Saúde está em viagem pela Itália.

Pelo governo, o presidente da Câmara, José Luis Ferrarezi (PT), minimizou as afirmativas do oposicionistas ao assegurar que os problemas na área acontecem por todo o País, no entanto, não fez defesa direta ao governo. “Duvido que no Brasil alguma administração escape desses temas (Educação e Saúde), além de outros. O nosso município não foge dos outros. A oposição viu esse caso e trouxe ao plenário, mas entendo que é grave, mas pontual”, justificou.

Sobre a situação, a Prefeitura respondeu que os registros do prontuário da moradora indicam que ela é usuária da rede desde 2005 e que, “ao longo desses anos, o acesso aos médicos e medicamentos foi garantido ininterruptamente”. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;