Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ribeirão entrega escola para 150 alunos no Quarta Divisão

Marina Brandão/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para zerar fila de espera no bairro, Prefeitura
planeja ainda uma reforma de unidade ao lado


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

21/02/2015 | 07:00


Ribeirão Pires inaugura hoje, às 9h, a segunda unidade da Escola Municipal Irmã Maria Bernadete Bandeira de Seixas, no bairro Quarta Divisão. O equipamento de ensino ampliará a quantidade de vagas para crianças da pré-escola (com idade entre 4 e 5 anos) no bairro – 150 novos postos –, um dos maiores e mais carentes do município.

O prédio foi erguido na Rua Lavras, 244, ao lado da unidade um, localizada na Rua Recreio, 99. Conforme explica a secretária de Educação do município e vice-prefeita, Leonice Moura, a ideia foi aproveitar espaço abandonado e que estava servindo de abrigo para usuários de drogas. “Fizemos uma reforma no prédio com recursos próprios e usando o nosso pessoal, o que mostra que é possível fazer Educação de qualidade mesmo sem verba”, diz. A obra foi concluída em dois meses e demandou R$ 250 mil em recursos.

A unidade um da escola atende hoje 200 crianças do Ensino Infantil (com idade entre zero e 5 anos), sendo 136 na creche (zero a 3 anos) e 65 na pré-escola nos períodos manhã e tarde. A ideia da secretária é iniciar reforma para adequação dos banheiros do prédio na próxima semana e, com isso, permitir a criação de 42 vagas para crianças em idade de creche. “Vamos fazer do mesmo jeito, com recursos próprios e usando nosso pessoal e, com isso, conseguimos zerar a fila de espera por creche no bairro.”

A equipe do Diário esteve no local na tarde de quinta-feira e constatou que funcionários da Prefeitura trabalhavam na finalização de muro da unidade de ensino e também nos serviços de acabamento. De acordo com a secretária de Educação, a escola será entregue sem rampa de acesso para deficientes e parque. “A gente vai dar prosseguimento às obras complementares após a inauguração. O importante era acabar o prédio para começar as aulas e não deu tempo de concluir tudo”, considera.

Quem comemora a criação de mais uma escola no bairro é a dona de casa Ana Cleide Vieira da Silva, 25 anos, mãe do pequeno Pablo, 3. Ela destaca que o filho teve de aguardar por um ano a oportunidade de iniciar sua vida escolar devido à falta de vagas em creche na região. “Aqui tem bastante criança e agora parece que vai ficar bem melhor, tanto para a meninada, que vai aprender, quanto para as mães, que poderão trabalhar”, destaca a moradora do bairro há cinco anos.

Ainda neste ano, a Prefeitura planeja inaugurar escola no Jardim Sol Nascente, no bairro Ouro Fino, com 120 vagas para creche. Até 2016, com a construção de mais duas creches, está previsto o acréscimo de 240 vagas na rede municipal.

A cidade tem hoje 453 crianças com idade entre zero e 3 anos em fila de espera.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ribeirão entrega escola para 150 alunos no Quarta Divisão

Para zerar fila de espera no bairro, Prefeitura
planeja ainda uma reforma de unidade ao lado

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

21/02/2015 | 07:00


Ribeirão Pires inaugura hoje, às 9h, a segunda unidade da Escola Municipal Irmã Maria Bernadete Bandeira de Seixas, no bairro Quarta Divisão. O equipamento de ensino ampliará a quantidade de vagas para crianças da pré-escola (com idade entre 4 e 5 anos) no bairro – 150 novos postos –, um dos maiores e mais carentes do município.

O prédio foi erguido na Rua Lavras, 244, ao lado da unidade um, localizada na Rua Recreio, 99. Conforme explica a secretária de Educação do município e vice-prefeita, Leonice Moura, a ideia foi aproveitar espaço abandonado e que estava servindo de abrigo para usuários de drogas. “Fizemos uma reforma no prédio com recursos próprios e usando o nosso pessoal, o que mostra que é possível fazer Educação de qualidade mesmo sem verba”, diz. A obra foi concluída em dois meses e demandou R$ 250 mil em recursos.

A unidade um da escola atende hoje 200 crianças do Ensino Infantil (com idade entre zero e 5 anos), sendo 136 na creche (zero a 3 anos) e 65 na pré-escola nos períodos manhã e tarde. A ideia da secretária é iniciar reforma para adequação dos banheiros do prédio na próxima semana e, com isso, permitir a criação de 42 vagas para crianças em idade de creche. “Vamos fazer do mesmo jeito, com recursos próprios e usando nosso pessoal e, com isso, conseguimos zerar a fila de espera por creche no bairro.”

A equipe do Diário esteve no local na tarde de quinta-feira e constatou que funcionários da Prefeitura trabalhavam na finalização de muro da unidade de ensino e também nos serviços de acabamento. De acordo com a secretária de Educação, a escola será entregue sem rampa de acesso para deficientes e parque. “A gente vai dar prosseguimento às obras complementares após a inauguração. O importante era acabar o prédio para começar as aulas e não deu tempo de concluir tudo”, considera.

Quem comemora a criação de mais uma escola no bairro é a dona de casa Ana Cleide Vieira da Silva, 25 anos, mãe do pequeno Pablo, 3. Ela destaca que o filho teve de aguardar por um ano a oportunidade de iniciar sua vida escolar devido à falta de vagas em creche na região. “Aqui tem bastante criança e agora parece que vai ficar bem melhor, tanto para a meninada, que vai aprender, quanto para as mães, que poderão trabalhar”, destaca a moradora do bairro há cinco anos.

Ainda neste ano, a Prefeitura planeja inaugurar escola no Jardim Sol Nascente, no bairro Ouro Fino, com 120 vagas para creche. Até 2016, com a construção de mais duas creches, está previsto o acréscimo de 240 vagas na rede municipal.

A cidade tem hoje 453 crianças com idade entre zero e 3 anos em fila de espera.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;