Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Pelo menos uma eleição está ganha...

Que a vida da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB-Mauá), que disputa a reeleição, não está fácil, neste tempo de campanha, disso ninguém duvida


Do Diário do Grande ABC

16/09/2010 | 00:00


Que a vida da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB-Mauá), que disputa a reeleição, não está fácil, neste tempo de campanha, disso ninguém duvida. São dias de viagens pelo Interior paulista, refeições feitas muitas vezes no próprio veículo e reuniões que chegam a ir até tarde da noite. A própria parlamentar não esconde a correria e faz questão de contar um pouco de sua rotina atribulada até mesmo em sua página no Twitter.

Isso sem falar na constante dor de cabeça por ainda não ter conseguido o aval final do TRE-SP para a disputa, por conta da simples mudança do sobrenome Orosco, desde quando casou. Mesmo assim, a política já tem bons motivos para comemorar. Ela foi eleita, por um portal da Internet, uma das musas do pleito de 2010. Ao seu lado aparece a deputada federal Manuela D'Avila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, que causou frisson quando surgiu na política. Em tempos de eleição acirrada, vale ganhar até no palitinho...

Mas quem ofereceu?
O folclórico presidenciável Levy Fidelix (PRTB), aquele candidato do discurso único do aerotrem, embora insista em dizer que tem outras propostas, se supera a cada dia nesta eleição. Após dizer recentemente que as pesquisas eleitorais, que o colocam com traço de intenção de voto, são fajutas, agora foi a vez dele garantir que está recusando dinheiro na campanha. Ontem, ele afirmou que disse não para recursos de donos de bancos. "Quem manda no Brasil é banqueiro. No meu governo não vão mandar, por isso não aceito receber um centavo de banqueiro", afirmou. Então, tá.

Ao vivo e em cores
O deputado estadual Orlando Morando (PSDB-São Bernardo), que tenta manter cadeira na Assembleia, tem feito de tudo para atingir o máximo possível de eleitores na reta final da campanha eleitoral. Tanto que ele resolveu inovar. Além de constantes reuniões que tem realizado em diversos bairros das cidades do Grande ABC, o tucano passou agora a oferecer ao eleitor uma ferramenta extra para conhecer um pouco de suas propostas: vai entregar um DVD com algumas de suas iniciativas. O bom é que dá para apertar no pause se quiser dar um tempo na conversa...

Que fiel, que nada...
Em tempos de Lei Ficha Limpa, que apavora 10 em cada 10 candidatos na eleição deste ano, uma importante medida parece ter ficado em segundo plano pela classe política: a fidelidade partidária. A lei, que foi vedete na última eleição, impede a troca de partidos, sob o risco de perda de mandato. Mas como ninguém tem prestado atenção muito nisso, é cada vez maior o número de candidatos e até presidentes de partidos que fazem campanha abertamente para políticos de outras legendas. Fica só uma pergunta: qual a dificuldade em cumprir o que determina a lei?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pelo menos uma eleição está ganha...

Que a vida da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB-Mauá), que disputa a reeleição, não está fácil, neste tempo de campanha, disso ninguém duvida

Do Diário do Grande ABC

16/09/2010 | 00:00


Que a vida da deputada estadual Vanessa Damo (PMDB-Mauá), que disputa a reeleição, não está fácil, neste tempo de campanha, disso ninguém duvida. São dias de viagens pelo Interior paulista, refeições feitas muitas vezes no próprio veículo e reuniões que chegam a ir até tarde da noite. A própria parlamentar não esconde a correria e faz questão de contar um pouco de sua rotina atribulada até mesmo em sua página no Twitter.

Isso sem falar na constante dor de cabeça por ainda não ter conseguido o aval final do TRE-SP para a disputa, por conta da simples mudança do sobrenome Orosco, desde quando casou. Mesmo assim, a política já tem bons motivos para comemorar. Ela foi eleita, por um portal da Internet, uma das musas do pleito de 2010. Ao seu lado aparece a deputada federal Manuela D'Avila, do PCdoB do Rio Grande do Sul, que causou frisson quando surgiu na política. Em tempos de eleição acirrada, vale ganhar até no palitinho...

Mas quem ofereceu?
O folclórico presidenciável Levy Fidelix (PRTB), aquele candidato do discurso único do aerotrem, embora insista em dizer que tem outras propostas, se supera a cada dia nesta eleição. Após dizer recentemente que as pesquisas eleitorais, que o colocam com traço de intenção de voto, são fajutas, agora foi a vez dele garantir que está recusando dinheiro na campanha. Ontem, ele afirmou que disse não para recursos de donos de bancos. "Quem manda no Brasil é banqueiro. No meu governo não vão mandar, por isso não aceito receber um centavo de banqueiro", afirmou. Então, tá.

Ao vivo e em cores
O deputado estadual Orlando Morando (PSDB-São Bernardo), que tenta manter cadeira na Assembleia, tem feito de tudo para atingir o máximo possível de eleitores na reta final da campanha eleitoral. Tanto que ele resolveu inovar. Além de constantes reuniões que tem realizado em diversos bairros das cidades do Grande ABC, o tucano passou agora a oferecer ao eleitor uma ferramenta extra para conhecer um pouco de suas propostas: vai entregar um DVD com algumas de suas iniciativas. O bom é que dá para apertar no pause se quiser dar um tempo na conversa...

Que fiel, que nada...
Em tempos de Lei Ficha Limpa, que apavora 10 em cada 10 candidatos na eleição deste ano, uma importante medida parece ter ficado em segundo plano pela classe política: a fidelidade partidária. A lei, que foi vedete na última eleição, impede a troca de partidos, sob o risco de perda de mandato. Mas como ninguém tem prestado atenção muito nisso, é cada vez maior o número de candidatos e até presidentes de partidos que fazem campanha abertamente para políticos de outras legendas. Fica só uma pergunta: qual a dificuldade em cumprir o que determina a lei?

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;