Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

O melhor do som brasileiro atual

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


13/01/2010 | 07:00


Quatro das bandas mais representativas do rock brasileiro da primeira década deste século estarão reunidas no Festival Alto Verão, que começa sexta-feira no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. Duas instrumentais (Macaco Bong e Hurtmold) e duas com vocais (Cidadão Instigado e Móveis Coloniais de Acaju) dão um bom panorama da produção atual, em que a experimentação dialoga livremente com a atitude pop.

São todos considerados expoentes da ‘cena independente'. Na verdade, não há outra, é só nela que está o que interessa no rock brasileiro atual.

O idealizador do festival é Pena Schmidt, atual superintendente do Auditório, que tem larga experiência na produção de discos de música brasileira de diversos estilos, incluindo bandas de peso como Titãs (destacando o antológico Cabeça Dinossauro), Camisa de Vênus e Ira!.

Para ele, a década de 1980 é "muito naïve para esses dez que estão chegando". "Hoje são jovens mais complexos, o instrumental que eles estão tocando hoje não tem comparação com o que se fazia". Sobre essas bandas escolhidas para "mostrar que existe uma cena nova", Schmidt diz que gosta muito da musicalidade delas, cada uma seguindo um caminho próprio, "com muita personalidade de estilo".

O Macaco Bong é uma nota atrás da outra, sem nexo nem espaço para respirar. "Não estão fazendo melodia mais. E é música com ‘M' maiúsculo. Com todo respeito, o Sepultura fica uma bandinha melódica perto deles", diz.

Do Cidadão, Schmidt destaca o fato de ser uma banda que pode ir de um lado para outro com a maior elegância, "um rock energético que chega a ser cerebral". Os Móveis, tocando junto, aprenderam a "abrir os espaços individuais, conseguindo orquestrar para que todo mundo toque e não se perca ninguém".

Festival Alto Verão Shows. Macaco Bong: sexta e sábado, às 21h. Hurtmold: domingo, às 19h. Móveis Coloniais de Acaju: dias 22 e 23, às 21h. Cidadão Instigado: dia 24, às 19h. No Auditório Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 2 do Parque do Ibirapuera, São Paulo. Tel.: 3629-1014. Ingr.: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

O melhor do som brasileiro atual


13/01/2010 | 07:00


Quatro das bandas mais representativas do rock brasileiro da primeira década deste século estarão reunidas no Festival Alto Verão, que começa sexta-feira no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. Duas instrumentais (Macaco Bong e Hurtmold) e duas com vocais (Cidadão Instigado e Móveis Coloniais de Acaju) dão um bom panorama da produção atual, em que a experimentação dialoga livremente com a atitude pop.

São todos considerados expoentes da ‘cena independente'. Na verdade, não há outra, é só nela que está o que interessa no rock brasileiro atual.

O idealizador do festival é Pena Schmidt, atual superintendente do Auditório, que tem larga experiência na produção de discos de música brasileira de diversos estilos, incluindo bandas de peso como Titãs (destacando o antológico Cabeça Dinossauro), Camisa de Vênus e Ira!.

Para ele, a década de 1980 é "muito naïve para esses dez que estão chegando". "Hoje são jovens mais complexos, o instrumental que eles estão tocando hoje não tem comparação com o que se fazia". Sobre essas bandas escolhidas para "mostrar que existe uma cena nova", Schmidt diz que gosta muito da musicalidade delas, cada uma seguindo um caminho próprio, "com muita personalidade de estilo".

O Macaco Bong é uma nota atrás da outra, sem nexo nem espaço para respirar. "Não estão fazendo melodia mais. E é música com ‘M' maiúsculo. Com todo respeito, o Sepultura fica uma bandinha melódica perto deles", diz.

Do Cidadão, Schmidt destaca o fato de ser uma banda que pode ir de um lado para outro com a maior elegância, "um rock energético que chega a ser cerebral". Os Móveis, tocando junto, aprenderam a "abrir os espaços individuais, conseguindo orquestrar para que todo mundo toque e não se perca ninguém".

Festival Alto Verão Shows. Macaco Bong: sexta e sábado, às 21h. Hurtmold: domingo, às 19h. Móveis Coloniais de Acaju: dias 22 e 23, às 21h. Cidadão Instigado: dia 24, às 19h. No Auditório Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 2 do Parque do Ibirapuera, São Paulo. Tel.: 3629-1014. Ingr.: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;