Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Banco de montadora registra recorde de venda


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

16/06/2010 | 07:10


Os ventos favoráveis da economia brasileira e os incentivos oferecidos pelo governo estão impulsionando o financiamento de veículos comerciais. Como exemplo, em maio, o Banco Mercedes-Benz atingiu novo recorde de liberação de recursos. Foram R$ 369,4 milhões, incremento de 27% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Apenas neste mês foram financiados 2.954 veículos pela instituição, sendo 2.040 zero-quilômetro Mercedes-Benz. No ano passado, foram 2.497 unidades no total.

Segundo o diretor comercial da instituição financeira, Angel Martínez, as vendas de caminhões e ônibus vêm aumentando devido ao crescimento econômico e também ao trabalho do banco e às taxas de juros praticadas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A linha especial do Finame que é parte do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), criada pelo BNDES no ano passado como medida para superação da crise de crédito, oferece juros reduzidos de 7% ao ano para a compra de caminhões - taxa que vai subir a partir do dia 1º para 8%.

Com esse estímulo, o Finame foi, de longe, o produto mais utilizado, respondendo por 91% dos negócios. O CDC (Crédito Direto ao Consumidor) foi responsável por 7% dos financiamentos, enquanto o leasing respondeu por 2% do volume total dos negócios.

A linha de crédito do BNDES registrou alta de 35% na comparação com mesmo período do ano passado, ao totalizar R$ 335,2 milhões do total liberado pelo Banco Mercedes, no mês. O CDC também cresceu. Teve alta de 144%, financiando R$ 27,1 milhões. Por sua vez, as vendas por meio de leasing apresentaram forte queda, de 77%, para R$ 7,1 milhões.

Martínez destaca o domínio da instituição financeira da montadora no segmento de caminhões. Do total de veículos financiados no País, aproximadamente 38% passam pelo banco.

Segundo o diretor comercial, os resultados refletem o bom momento vivido pela economia. "Após um período de incertezas, as pessoas voltaram a acreditar no crescimento do País e retomaram seus investimentos."

De janeiro a maio deste ano, o Banco Mercedes-Benz também registrou crescimento. Foram negociados no período R$ 1,27 bilhão, frente aos R$ 1,22 bilhão no mesmo período do ano passado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banco de montadora registra recorde de venda

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

16/06/2010 | 07:10


Os ventos favoráveis da economia brasileira e os incentivos oferecidos pelo governo estão impulsionando o financiamento de veículos comerciais. Como exemplo, em maio, o Banco Mercedes-Benz atingiu novo recorde de liberação de recursos. Foram R$ 369,4 milhões, incremento de 27% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Apenas neste mês foram financiados 2.954 veículos pela instituição, sendo 2.040 zero-quilômetro Mercedes-Benz. No ano passado, foram 2.497 unidades no total.

Segundo o diretor comercial da instituição financeira, Angel Martínez, as vendas de caminhões e ônibus vêm aumentando devido ao crescimento econômico e também ao trabalho do banco e às taxas de juros praticadas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A linha especial do Finame que é parte do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), criada pelo BNDES no ano passado como medida para superação da crise de crédito, oferece juros reduzidos de 7% ao ano para a compra de caminhões - taxa que vai subir a partir do dia 1º para 8%.

Com esse estímulo, o Finame foi, de longe, o produto mais utilizado, respondendo por 91% dos negócios. O CDC (Crédito Direto ao Consumidor) foi responsável por 7% dos financiamentos, enquanto o leasing respondeu por 2% do volume total dos negócios.

A linha de crédito do BNDES registrou alta de 35% na comparação com mesmo período do ano passado, ao totalizar R$ 335,2 milhões do total liberado pelo Banco Mercedes, no mês. O CDC também cresceu. Teve alta de 144%, financiando R$ 27,1 milhões. Por sua vez, as vendas por meio de leasing apresentaram forte queda, de 77%, para R$ 7,1 milhões.

Martínez destaca o domínio da instituição financeira da montadora no segmento de caminhões. Do total de veículos financiados no País, aproximadamente 38% passam pelo banco.

Segundo o diretor comercial, os resultados refletem o bom momento vivido pela economia. "Após um período de incertezas, as pessoas voltaram a acreditar no crescimento do País e retomaram seus investimentos."

De janeiro a maio deste ano, o Banco Mercedes-Benz também registrou crescimento. Foram negociados no período R$ 1,27 bilhão, frente aos R$ 1,22 bilhão no mesmo período do ano passado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;