Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Esquerda alemã pode apoiar aliança entre sociais-democratas e verdes


Do Diário OnLine
Com AFP

22/09/2005 | 10:55


Vários deputados da esquerda ex-comunista alemã podem apoiar o bloco formado pelo partido SPD (social-democrata), de Gerhard Schroeder, e os Verdes. De acordo com a revista Der Spiegel, a esquerda aceitam integrar o bloco se estes partidos, atualmente no poder, voltarem seu programa para reivindicações sociais.

"Posso imaginar que, se o SPD aceitar, eu mesmo o apoiaria", afirmou Hueseyin-Kenan Aydin, um dos deputados eleitos pelo novo Partido de Esquerda. Oscar Lafontaine, ex-presidente do SPD que passou à dissidência, revelou uma evolução positiva ao observar que o "programa revisado do SPD tem pouco a ver com o implementado durante sete anos".

Lafontaine declarou, em um programa de televisão, que estaria disposto a apoiar um governo social-democrata-verde de minoria sem o chanceler Gerhard Schroeder à frente. Ele descartou qualquer apoio às ambições deste último em permanecer no cargo, uma atitude que classificou de "capricho infantil".

O novo Partido de Esquerda, no qual é maioria a presença dos ex-comunistas da antiga Alemanha Oriental, fará sua estréia no Bundestag (parlamento alemão) com 8,7% dos votos e 54 deputados, convertendo-se na quarta força política do país, à frente dos Verdes.

No dia seguinte às eleições legislativas antecipadas, os dirigentes do Partido de Esquerda reafirmaram sua posição de rejeição a qualquer colaboração com o SPD e os Verdes enquanto não forem convidados para as negociações para a formação de um governo de coalizão.

Os sociais-democratas e verdes disputam o controle do parlamento com os democratas cristãos e liberais, de direita. Ninguém conseguiu maioria nas eleições legislativas do último domingo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Esquerda alemã pode apoiar aliança entre sociais-democratas e verdes

Do Diário OnLine
Com AFP

22/09/2005 | 10:55


Vários deputados da esquerda ex-comunista alemã podem apoiar o bloco formado pelo partido SPD (social-democrata), de Gerhard Schroeder, e os Verdes. De acordo com a revista Der Spiegel, a esquerda aceitam integrar o bloco se estes partidos, atualmente no poder, voltarem seu programa para reivindicações sociais.

"Posso imaginar que, se o SPD aceitar, eu mesmo o apoiaria", afirmou Hueseyin-Kenan Aydin, um dos deputados eleitos pelo novo Partido de Esquerda. Oscar Lafontaine, ex-presidente do SPD que passou à dissidência, revelou uma evolução positiva ao observar que o "programa revisado do SPD tem pouco a ver com o implementado durante sete anos".

Lafontaine declarou, em um programa de televisão, que estaria disposto a apoiar um governo social-democrata-verde de minoria sem o chanceler Gerhard Schroeder à frente. Ele descartou qualquer apoio às ambições deste último em permanecer no cargo, uma atitude que classificou de "capricho infantil".

O novo Partido de Esquerda, no qual é maioria a presença dos ex-comunistas da antiga Alemanha Oriental, fará sua estréia no Bundestag (parlamento alemão) com 8,7% dos votos e 54 deputados, convertendo-se na quarta força política do país, à frente dos Verdes.

No dia seguinte às eleições legislativas antecipadas, os dirigentes do Partido de Esquerda reafirmaram sua posição de rejeição a qualquer colaboração com o SPD e os Verdes enquanto não forem convidados para as negociações para a formação de um governo de coalizão.

Os sociais-democratas e verdes disputam o controle do parlamento com os democratas cristãos e liberais, de direita. Ninguém conseguiu maioria nas eleições legislativas do último domingo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;