Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Maioria no Grande ABC reprova gestão Dilma, mas rejeição recua

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Avaliação negativa da petista cai 3 pontos percentuais; aprovação é de 28%


Júnior Carvalho
Especial para o Diário

14/09/2014 | 07:00


Maioria da população do Grande ABC reprova o governo da presidente da República e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Os que consideram sua gestão como ruim ou péssima somam 49,2%, mostra sondagem do DGABC Pesquisas, a pedido do Diário.

O desempenho negativo da administração Dilma, no entanto, perdeu fôlego desde o último levantamento, realizado em julho. Há dois meses, 50,4% dos entrevistados mantinham resistência ao mandato da sucessora de Lula.

Aprovação da petista nas sete cidades subiu e foi a 28%. No mês passado, 24,9% do eleitorado enxergavam como bom ou ótimo o trabalho da chefe da Nação.

A fatia dos entrevistados que veem como regular o desempenho da petista à frente do Planalto cresceu 0,8 ponto percentual – de 23% para 23,8%.

Com exceção de Diadema, Dilma evoluiu seu patamar de bom ou ótimo e, ao mesmo tempo, reduziu o índice de reprovação em quase toda a região. Na terra onde o PT elegeu o primeiro prefeito, o aval à gestão petista caiu 10 pontos percentuais – foi de 38,6% para 28,7%. Já a parcela que rejeita Dilma cresceu timidamente: 22,3% para 22,9%.

Em Santo André, cidade governada pelo petista Calos Grana, a aprovação da presidente subiu 4 pontos percentuais – foi de 24,1% para 28,1%. O índice dos que resistem ao seu desempenho em Brasília despencou para 48,4%, já que antes somavam 57,3%. O dado de rejeição ao governo federal estacionou nos 46,6% em São Bernardo, cidade administrada pelo coordenador da campanha de Dilma no Estado, Luiz Marinho (PT).

Foram ouvidas 2.800 pessoas. A margem de erro é de 1,9 ponto. A pesquisa está registrada no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sob protocolo BR-00623/2014.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maioria no Grande ABC reprova gestão Dilma, mas rejeição recua

Avaliação negativa da petista cai 3 pontos percentuais; aprovação é de 28%

Júnior Carvalho
Especial para o Diário

14/09/2014 | 07:00


Maioria da população do Grande ABC reprova o governo da presidente da República e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Os que consideram sua gestão como ruim ou péssima somam 49,2%, mostra sondagem do DGABC Pesquisas, a pedido do Diário.

O desempenho negativo da administração Dilma, no entanto, perdeu fôlego desde o último levantamento, realizado em julho. Há dois meses, 50,4% dos entrevistados mantinham resistência ao mandato da sucessora de Lula.

Aprovação da petista nas sete cidades subiu e foi a 28%. No mês passado, 24,9% do eleitorado enxergavam como bom ou ótimo o trabalho da chefe da Nação.

A fatia dos entrevistados que veem como regular o desempenho da petista à frente do Planalto cresceu 0,8 ponto percentual – de 23% para 23,8%.

Com exceção de Diadema, Dilma evoluiu seu patamar de bom ou ótimo e, ao mesmo tempo, reduziu o índice de reprovação em quase toda a região. Na terra onde o PT elegeu o primeiro prefeito, o aval à gestão petista caiu 10 pontos percentuais – foi de 38,6% para 28,7%. Já a parcela que rejeita Dilma cresceu timidamente: 22,3% para 22,9%.

Em Santo André, cidade governada pelo petista Calos Grana, a aprovação da presidente subiu 4 pontos percentuais – foi de 24,1% para 28,1%. O índice dos que resistem ao seu desempenho em Brasília despencou para 48,4%, já que antes somavam 57,3%. O dado de rejeição ao governo federal estacionou nos 46,6% em São Bernardo, cidade administrada pelo coordenador da campanha de Dilma no Estado, Luiz Marinho (PT).

Foram ouvidas 2.800 pessoas. A margem de erro é de 1,9 ponto. A pesquisa está registrada no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sob protocolo BR-00623/2014.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;