Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André entrega chaves
do Minha Casa na sexta-feira

Famílias de baixa renda irão se mudar para o Conjunto
Juquiá na próxima semana após atraso de quase um ano


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

26/09/2012 | 07:00


Quase um ano depois, as primeiras 132 famílias poderão se mudar a partir da próxima semana para o Conjunto Juquiá, construído com recursos do Minha Casa, Minha Vida em Santo André. A cidade foi a primeira do Grande ABC a assinar contrato com a Caixa Econômica Federal para construção de unidades habitacionais para a faixa de renda de até R$ 1.600, e é também a primeira da região a entregar o empreendimento, embora com atraso. Os contratos serão assinados na sexta-feira.

Na segunda-feira, a Prefeitura e a Caixa promoveram reunião com as famílias que irão ocupar os apartamentos. Conforme a administração, o encontro foi realizado para que os futuros moradores pudessem conhecer as regras do programa e seus direitos e deveres como proprietários e condôminos. Além disso, houve a apresentação da equipe que fará o trabalho técnico-social.

Hoje pela manhã as famílias estarão no local para realizar vistoria dos apartamentos, acompanhadas de funcionários da Caixa. Segundo a instituição, será feita a escolha de quem ocupará cada unidade, sendo que a prioridade dos apartamentos térreos será para portadores de deficiências e idosos.

Já na sexta-feira, será feita a assinatura do contrato e, a partir de então, as famílias começam a se mudar para o conjunto de forma escalonada, conforme deixarem os núcleos Homero Thon e Pedro Américo.

O conjunto Juquiá é formado por três blocos, com 44 apartamentos cada, incluindo salão de festas, playground e portaria. As unidades habitacionais têm área útil de 43 metros quadrados e são compostas por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

LONDRINA

Com obras iniciadas em novembro de 2010, o conjunto habitacional Juquiá/Londrina envolve recursos de aproximadamente R$ 24 milhões. São R$ 17,6 milhões da União e R$ 6,4 milhões do município. Conforme a Caixa, as outras 220 unidades do Conjunto Londrina estão em fase final e deverão ser entregues aos moradores até novembro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André entrega chaves
do Minha Casa na sexta-feira

Famílias de baixa renda irão se mudar para o Conjunto
Juquiá na próxima semana após atraso de quase um ano

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

26/09/2012 | 07:00


Quase um ano depois, as primeiras 132 famílias poderão se mudar a partir da próxima semana para o Conjunto Juquiá, construído com recursos do Minha Casa, Minha Vida em Santo André. A cidade foi a primeira do Grande ABC a assinar contrato com a Caixa Econômica Federal para construção de unidades habitacionais para a faixa de renda de até R$ 1.600, e é também a primeira da região a entregar o empreendimento, embora com atraso. Os contratos serão assinados na sexta-feira.

Na segunda-feira, a Prefeitura e a Caixa promoveram reunião com as famílias que irão ocupar os apartamentos. Conforme a administração, o encontro foi realizado para que os futuros moradores pudessem conhecer as regras do programa e seus direitos e deveres como proprietários e condôminos. Além disso, houve a apresentação da equipe que fará o trabalho técnico-social.

Hoje pela manhã as famílias estarão no local para realizar vistoria dos apartamentos, acompanhadas de funcionários da Caixa. Segundo a instituição, será feita a escolha de quem ocupará cada unidade, sendo que a prioridade dos apartamentos térreos será para portadores de deficiências e idosos.

Já na sexta-feira, será feita a assinatura do contrato e, a partir de então, as famílias começam a se mudar para o conjunto de forma escalonada, conforme deixarem os núcleos Homero Thon e Pedro Américo.

O conjunto Juquiá é formado por três blocos, com 44 apartamentos cada, incluindo salão de festas, playground e portaria. As unidades habitacionais têm área útil de 43 metros quadrados e são compostas por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

LONDRINA

Com obras iniciadas em novembro de 2010, o conjunto habitacional Juquiá/Londrina envolve recursos de aproximadamente R$ 24 milhões. São R$ 17,6 milhões da União e R$ 6,4 milhões do município. Conforme a Caixa, as outras 220 unidades do Conjunto Londrina estão em fase final e deverão ser entregues aos moradores até novembro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;