Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Reina usa tribuna e pede abertura de CPI

Socialista acusa presidente da Casa de representar figura de Sarney


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

14/09/2012 | 07:00


Na Câmara, o postulante à Prefeitura de Santo André pelo Psol, Marcelo Reina, utilizou ontem a tribuna livre como presidente da legenda socialista e exigiu a abertura de outra CPI do Semasa, visando investigar suposta prática de corrupção na autarquia. O prefeiturável condenou o encerramento da primeira apuração, avaliando que houve "CPI pela metade".

Há dois requerimentos para instauração, porém, por manobra da base os casos pararam na Justiça. Reina considerou que o episódio não teve desfecho por falta de convocação de alguns envolvidos diretamente no caso, principalmente o prefeito Aidan Ravin (PTB). Por conta da contradição entre depoimentos, segundo o socialista, o mecanismo comum seria a acareação, o que não ocorreu nos 75 dias de formação.

Reina mencionou que existe "objeto de sobra" para outra CPI. "O então superintendente do Semasa Ângelo Pavin admitiu que o advogado (Calixto Antônio Júnior), citado como arrecadador, atuava por ordens do prefeito. Isso não é motivo?"

O socialista teve o direito privado de usar a tribuna há um mês. O presidente do Legislativo, José de Araújo (PMDB), impediu a ação, atitude avaliada por Reina como ditatorial. "Ele representa a figura do senador José Sarney (PMDB-AP). Manipulou a Lei Eleitoral para inviabilizar a minha fala."

 

SOS BRUNO DANIEL

O historiador Thiago Rocha também utilizou a tribuna para cobrar independência da Câmara no caso do abandono do Estádio Bruno Daniel, ao qual ele chamou de estelionato administrativo. Com o plenário lotado de torcedores do Ramalhão, o representante do movimento afirmou que falta vontade política em resolver o problema do estádio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reina usa tribuna e pede abertura de CPI

Socialista acusa presidente da Casa de representar figura de Sarney

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

14/09/2012 | 07:00


Na Câmara, o postulante à Prefeitura de Santo André pelo Psol, Marcelo Reina, utilizou ontem a tribuna livre como presidente da legenda socialista e exigiu a abertura de outra CPI do Semasa, visando investigar suposta prática de corrupção na autarquia. O prefeiturável condenou o encerramento da primeira apuração, avaliando que houve "CPI pela metade".

Há dois requerimentos para instauração, porém, por manobra da base os casos pararam na Justiça. Reina considerou que o episódio não teve desfecho por falta de convocação de alguns envolvidos diretamente no caso, principalmente o prefeito Aidan Ravin (PTB). Por conta da contradição entre depoimentos, segundo o socialista, o mecanismo comum seria a acareação, o que não ocorreu nos 75 dias de formação.

Reina mencionou que existe "objeto de sobra" para outra CPI. "O então superintendente do Semasa Ângelo Pavin admitiu que o advogado (Calixto Antônio Júnior), citado como arrecadador, atuava por ordens do prefeito. Isso não é motivo?"

O socialista teve o direito privado de usar a tribuna há um mês. O presidente do Legislativo, José de Araújo (PMDB), impediu a ação, atitude avaliada por Reina como ditatorial. "Ele representa a figura do senador José Sarney (PMDB-AP). Manipulou a Lei Eleitoral para inviabilizar a minha fala."

 

SOS BRUNO DANIEL

O historiador Thiago Rocha também utilizou a tribuna para cobrar independência da Câmara no caso do abandono do Estádio Bruno Daniel, ao qual ele chamou de estelionato administrativo. Com o plenário lotado de torcedores do Ramalhão, o representante do movimento afirmou que falta vontade política em resolver o problema do estádio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;