Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André: Prefeitura autua sucateiro na Vila Guarani


Bruno Ribeiro
Especial para o Diário

02/09/2005 | 08:06


Há cerca de um mês e meio, os moradores da rua Esperança, na Vila Guarani, em Santo André, viram surgir um sucateiro em frente a suas casas. O aspecto do sucateiro, que comercializa material reciclável, lembra o de um lixão. Os moradores notaram também um grande aumento do número de ratos e baratas entrando nas casas da rua.

"Imagine o que você sentiria se aparecesse do nada um lixão em frente de casa", argumenta Wilson Málago. Ele conta que, devido a problemas financeiros, precisa vender sua residência. "Mas a imobiliária disse que meu terreno desvalorizou bastante pelo fato de haver um lixão na minha porta", diz o morador. Sua vizinha, a dona-de-casa Cristina dos Santos Pereira, diz que a queixa principal dos moradores é sobre o aparecimento de ratos e baratas. "Essa rua é cheia de crianças. Tem pelo menos umas dez só nesse pedaço. Tenho medo que os ratos transmitam alguma doença para elas".

Os comerciantes Celso e Miguel Barros de Souza, donos do sucateiro, confirmam que estão procurando outro lugar para operar. Miguel contesta os moradores, dizendo que seu comércio operava há apenas 15 dias. "Não deu nem tempo para aparecerem ratos", reclama. Ele diz que nenhum morador o procurou para fazer reclamações.

A Secretaria de Controle Urbano da Prefeitura esteve na tarde de quinta-feira no terreno, e autuou os proprietários. No entanto, a Prefeitura informa que, quando foi ao local, as sucatas já estavam sendo retiradas. "Não sei ainda para onde vou. Mas sei que preciso trabalhar", diz o dono do sucateiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sto.André: Prefeitura autua sucateiro na Vila Guarani

Bruno Ribeiro
Especial para o Diário

02/09/2005 | 08:06


Há cerca de um mês e meio, os moradores da rua Esperança, na Vila Guarani, em Santo André, viram surgir um sucateiro em frente a suas casas. O aspecto do sucateiro, que comercializa material reciclável, lembra o de um lixão. Os moradores notaram também um grande aumento do número de ratos e baratas entrando nas casas da rua.

"Imagine o que você sentiria se aparecesse do nada um lixão em frente de casa", argumenta Wilson Málago. Ele conta que, devido a problemas financeiros, precisa vender sua residência. "Mas a imobiliária disse que meu terreno desvalorizou bastante pelo fato de haver um lixão na minha porta", diz o morador. Sua vizinha, a dona-de-casa Cristina dos Santos Pereira, diz que a queixa principal dos moradores é sobre o aparecimento de ratos e baratas. "Essa rua é cheia de crianças. Tem pelo menos umas dez só nesse pedaço. Tenho medo que os ratos transmitam alguma doença para elas".

Os comerciantes Celso e Miguel Barros de Souza, donos do sucateiro, confirmam que estão procurando outro lugar para operar. Miguel contesta os moradores, dizendo que seu comércio operava há apenas 15 dias. "Não deu nem tempo para aparecerem ratos", reclama. Ele diz que nenhum morador o procurou para fazer reclamações.

A Secretaria de Controle Urbano da Prefeitura esteve na tarde de quinta-feira no terreno, e autuou os proprietários. No entanto, a Prefeitura informa que, quando foi ao local, as sucatas já estavam sendo retiradas. "Não sei ainda para onde vou. Mas sei que preciso trabalhar", diz o dono do sucateiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;