Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Tarcisio promete CEU para Jd.das Orquídeas e defende obra do museu


Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

20/09/2016 | 07:00


Focado em discurso de defesa das realizações da gestão do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), o candidato petista na disputa eleitoral de outubro, o ex-secretário de Serviços Urbanos e Coordenação Governamental Tarcisio Secoli, prometeu viabilizar a construção de um CEU (Centro Educacional Unificado) no Jardim das Orquídeas. O petista participou na tarde de ontem da rodada de sabatinas promovidas pelo Diário com os prefeituráveis da região. Ele também se comprometeu a entregar unidade do CEU do Grande Alvarenga, iniciada por Marinho neste ano. As propostas foram feitas por Tarcisio após a sabatina.

“Ainda temos dois CEUs para fazer, um no Alvarenga e outro no Jardim das Orquídeas. Já tem projeto e terreno, estamos na captura por recursos para atender aquela demanda. Até dezembro, o governo Marinho vai entregar seis creches e assim ter completado a abertura de 15 mil vagas. Em média, (são) 1.500 (postos) por ano durante a gestão, número que me surpreendeu bastante. É preciso ter conhecimento de gestão e da cidade para fazer o compromisso. O que vamos fazer é sempre trabalhar com um mapeamento para identificar a demanda correta para a cidade”, comentou Tarcisio.

Economista de formação, o ex-secretário assegurou que irá trabalhar por política de desenvolvimento econômico, criticando propostas de rivais, que defendem isenção de alguns impostos, como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

“A questão do emprego ou desemprego é demanda que o prefeito não consegue resolver. Quem está falando que vai resolver esse problema não entende nada da administração ou das possibilidades que tem um município para agir. Um exemplo pode ser visto por uma grande montadora de caminhões que está na cidade. Ela produz 210 caminhões por dia. Agora, vocês acham que essa discussão na matriz da empresa, na Europa, os acionistas vão dizer: ‘Vamos produzir mais em São Bernardo, porque vão reduzir a cobrança do IPTU’. É óbvio que não vão dizer isso. Neste aspecto, vão contar muito articulação política, produtos novos, esse sim com isenção em algumas pontos”, afirmou.

Mantendo o tom crítico aos rivais, Tarcisio defendeu o projeto para a construção do Museu do Trabalho e Trabalhador, ponto de polêmica na cidade e que está orçado em R$ 21 milhões em verbas públicas. A obra está atrasada há três anos.

“O museu é para mostrar a nossa história. Nós fomos a cidade de agricultores. Surgiram fábricas têxteis na nossa cidade. Vamos ter dentro do complexo sala 3D e muita interação. Quem simplifica falando que é para o Lula (ex-presidente) trata-se de uma retórica de quem não entende e não sabe cultura”, defendeu.

O petista alfinetou a debandada de oito vereadores que estavam na base de Marinho para projetos de oposição, garantindo fortalecimento do grupo governista. “É preciso analisar melhor quando há reclamação de um vereador. O Marinho e eu os tratamos muito bem. Melhor do que os projetos que decidiram apoiar.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tarcisio promete CEU para Jd.das Orquídeas e defende obra do museu

Leandro Baldini
Do Diário do Grande ABC

20/09/2016 | 07:00


Focado em discurso de defesa das realizações da gestão do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), o candidato petista na disputa eleitoral de outubro, o ex-secretário de Serviços Urbanos e Coordenação Governamental Tarcisio Secoli, prometeu viabilizar a construção de um CEU (Centro Educacional Unificado) no Jardim das Orquídeas. O petista participou na tarde de ontem da rodada de sabatinas promovidas pelo Diário com os prefeituráveis da região. Ele também se comprometeu a entregar unidade do CEU do Grande Alvarenga, iniciada por Marinho neste ano. As propostas foram feitas por Tarcisio após a sabatina.

“Ainda temos dois CEUs para fazer, um no Alvarenga e outro no Jardim das Orquídeas. Já tem projeto e terreno, estamos na captura por recursos para atender aquela demanda. Até dezembro, o governo Marinho vai entregar seis creches e assim ter completado a abertura de 15 mil vagas. Em média, (são) 1.500 (postos) por ano durante a gestão, número que me surpreendeu bastante. É preciso ter conhecimento de gestão e da cidade para fazer o compromisso. O que vamos fazer é sempre trabalhar com um mapeamento para identificar a demanda correta para a cidade”, comentou Tarcisio.

Economista de formação, o ex-secretário assegurou que irá trabalhar por política de desenvolvimento econômico, criticando propostas de rivais, que defendem isenção de alguns impostos, como o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

“A questão do emprego ou desemprego é demanda que o prefeito não consegue resolver. Quem está falando que vai resolver esse problema não entende nada da administração ou das possibilidades que tem um município para agir. Um exemplo pode ser visto por uma grande montadora de caminhões que está na cidade. Ela produz 210 caminhões por dia. Agora, vocês acham que essa discussão na matriz da empresa, na Europa, os acionistas vão dizer: ‘Vamos produzir mais em São Bernardo, porque vão reduzir a cobrança do IPTU’. É óbvio que não vão dizer isso. Neste aspecto, vão contar muito articulação política, produtos novos, esse sim com isenção em algumas pontos”, afirmou.

Mantendo o tom crítico aos rivais, Tarcisio defendeu o projeto para a construção do Museu do Trabalho e Trabalhador, ponto de polêmica na cidade e que está orçado em R$ 21 milhões em verbas públicas. A obra está atrasada há três anos.

“O museu é para mostrar a nossa história. Nós fomos a cidade de agricultores. Surgiram fábricas têxteis na nossa cidade. Vamos ter dentro do complexo sala 3D e muita interação. Quem simplifica falando que é para o Lula (ex-presidente) trata-se de uma retórica de quem não entende e não sabe cultura”, defendeu.

O petista alfinetou a debandada de oito vereadores que estavam na base de Marinho para projetos de oposição, garantindo fortalecimento do grupo governista. “É preciso analisar melhor quando há reclamação de um vereador. O Marinho e eu os tratamos muito bem. Melhor do que os projetos que decidiram apoiar.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;