Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Clássico vai ferver Arena em Itaquera

Daniel Augusto Junior/Agência Corinthians  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Confronto é decisivo para Corinthians no Brasileirão e pode aumentar a confiança do Palmeiras


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

17/09/2016 | 07:00


Sete pontos separam o líder Palmeiras do Corinthians, quinto colocado no Brasileirão. A diferença dá ao clássico de hoje, às 16h, na Arena, em Itaquera, clima de decisão. Se vencer, o Timão entra de vez na briga pelo título. O contrário faz o Verdão manter a ponta e garantir ainda mais confiança.

A instabilidade tem causado preocupação dos dois lados. O Corinthians não consegue impor padrão tático, o técnico Cristóvão Borges tem tido de conviver com a eterna desconfiança e, por isso, não consegue deslanchar. Já o Palmeiras venceu apenas duas nas últimas cinco partidas, o que colocou a supremacia na tabela em risco.

Mesmo com a confiança pública da diretoria, a impressão é que um tropeço no clássico em casa pode ser o fim da linha para Cristóvão Borges, ainda mais com Roger Machado, ex-técnico do Grêmio, desempregado.

O corintiano não pretende fazer mudanças drásticas e só vai alterar a escalação por necessidade. Marquinhos Gabriel, que vinha sendo titular, vai ter de esperar por oportunidade. O zagueiro Vilson e o lateral-esquerdo Uendel aguardam aval do departamento médico. Desfalque certo é o de Fagner, suspenso pelo terceiro amarelo.

Cristóvão não vê muita vantagem com a ausência do principal atacante do rival. “O Gabriel Jesus está em bom momento, é importante, mas o Palmeiras é forte. (O time) Jogou sem ele e continuou líder. Time grande é assim”, comentou.

Do outro lado, Cuca já faz contas para o título. O treinador projeta que oito vitórias nas 13 rodadas que faltam sejam suficientes. A boa notícia é que o time vai encarar as dez equipes que estão na parte de baixo da tabela. “Faltam 13 rodadas e lutamos por oito vitórias, jogando seis em casa”, contabilizou.

O treinador definiu que Edu Dracena ocupa a vaga de Vitor Hugo, que está suspenso, assim como Gabriel Jesus. O comando de ataque, porém, está indefinido. Barrios e Leandro Pereira têm mais chances, porém Erik e Rafael Marques também são opções. Arouca, que teve a suspensão por doping aliviada, fica no banco de reservas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Clássico vai ferver Arena em Itaquera

Confronto é decisivo para Corinthians no Brasileirão e pode aumentar a confiança do Palmeiras

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

17/09/2016 | 07:00


Sete pontos separam o líder Palmeiras do Corinthians, quinto colocado no Brasileirão. A diferença dá ao clássico de hoje, às 16h, na Arena, em Itaquera, clima de decisão. Se vencer, o Timão entra de vez na briga pelo título. O contrário faz o Verdão manter a ponta e garantir ainda mais confiança.

A instabilidade tem causado preocupação dos dois lados. O Corinthians não consegue impor padrão tático, o técnico Cristóvão Borges tem tido de conviver com a eterna desconfiança e, por isso, não consegue deslanchar. Já o Palmeiras venceu apenas duas nas últimas cinco partidas, o que colocou a supremacia na tabela em risco.

Mesmo com a confiança pública da diretoria, a impressão é que um tropeço no clássico em casa pode ser o fim da linha para Cristóvão Borges, ainda mais com Roger Machado, ex-técnico do Grêmio, desempregado.

O corintiano não pretende fazer mudanças drásticas e só vai alterar a escalação por necessidade. Marquinhos Gabriel, que vinha sendo titular, vai ter de esperar por oportunidade. O zagueiro Vilson e o lateral-esquerdo Uendel aguardam aval do departamento médico. Desfalque certo é o de Fagner, suspenso pelo terceiro amarelo.

Cristóvão não vê muita vantagem com a ausência do principal atacante do rival. “O Gabriel Jesus está em bom momento, é importante, mas o Palmeiras é forte. (O time) Jogou sem ele e continuou líder. Time grande é assim”, comentou.

Do outro lado, Cuca já faz contas para o título. O treinador projeta que oito vitórias nas 13 rodadas que faltam sejam suficientes. A boa notícia é que o time vai encarar as dez equipes que estão na parte de baixo da tabela. “Faltam 13 rodadas e lutamos por oito vitórias, jogando seis em casa”, contabilizou.

O treinador definiu que Edu Dracena ocupa a vaga de Vitor Hugo, que está suspenso, assim como Gabriel Jesus. O comando de ataque, porém, está indefinido. Barrios e Leandro Pereira têm mais chances, porém Erik e Rafael Marques também são opções. Arouca, que teve a suspensão por doping aliviada, fica no banco de reservas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;