Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atletismo busca terras quentes em Sydney


Da Redaçao

12/09/2000 | 00:46


A planejada aclimataçao da delegaçao brasileira no Instituto Australiano de Esportes, em Canberra, teve de ser suspensa nesta segunda. Motivo: o frio e o vento forte voltaram com intensidade impossibilitando o treino da equipe de atletismo, que para chegar na temperatura ideal para os Jogos vai realizar a fase final de preparaçao em Sydney, que será bastante puxada.

Os atletas se preparam nesta terça e quarta para uma competiçao amistosa, o último teste antes de desfilarem na abertura da Olimpíada na sexta-feira.

A maioria dos brasileiros foi inscrita no torneio preparatório. Maurren Maggi está confirmada no salto em distância. O velocista Claudinei Quirino deve competir nos 300m rasos e no revezamento 4 x 100m. Márcio Simao de Souza participará dos 110m com barreiras.

Dos atletas que chegam a Sydney nesta terça, apenas Luciana Alves deve competir. Hudson de Souza e Osmar dos Santos descansam, assim como o maratonista Osmiro Souza e Silva. Já Vicente Lenílson nao corre por sentir dores musculares na coxa direita. Sueli Pereira dos Santos também nao participa do torneio porque preferiu ficar na capital australiana para treinar com seu técnico e marido australiano, Alan Dashwood.

Sotomayor - Recordista mundial do salto em altura, o cubano Javier Sotomayor chega nesta terça a Sydney. Nas malas, estará a esperança de quebrar a sua marca histórica de 2,30m, depois de ficar um ano sem disputar competiçoes por causa do doping nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, no Canadá, em 1999.

Sotomayor terá no russo Viacheslav Voronin e no norte-americano Charles Austin seus grandes obstáculos ao ouro. No restrospecto, os dois estao em melhores condiçoes. Ambos venceram o cubano anteontem em competiçao realizada em Tóquio, quando Sotomayor saltou apenas 2,23m.

Colaborou Eduardo Merli



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atletismo busca terras quentes em Sydney

Da Redaçao

12/09/2000 | 00:46


A planejada aclimataçao da delegaçao brasileira no Instituto Australiano de Esportes, em Canberra, teve de ser suspensa nesta segunda. Motivo: o frio e o vento forte voltaram com intensidade impossibilitando o treino da equipe de atletismo, que para chegar na temperatura ideal para os Jogos vai realizar a fase final de preparaçao em Sydney, que será bastante puxada.

Os atletas se preparam nesta terça e quarta para uma competiçao amistosa, o último teste antes de desfilarem na abertura da Olimpíada na sexta-feira.

A maioria dos brasileiros foi inscrita no torneio preparatório. Maurren Maggi está confirmada no salto em distância. O velocista Claudinei Quirino deve competir nos 300m rasos e no revezamento 4 x 100m. Márcio Simao de Souza participará dos 110m com barreiras.

Dos atletas que chegam a Sydney nesta terça, apenas Luciana Alves deve competir. Hudson de Souza e Osmar dos Santos descansam, assim como o maratonista Osmiro Souza e Silva. Já Vicente Lenílson nao corre por sentir dores musculares na coxa direita. Sueli Pereira dos Santos também nao participa do torneio porque preferiu ficar na capital australiana para treinar com seu técnico e marido australiano, Alan Dashwood.

Sotomayor - Recordista mundial do salto em altura, o cubano Javier Sotomayor chega nesta terça a Sydney. Nas malas, estará a esperança de quebrar a sua marca histórica de 2,30m, depois de ficar um ano sem disputar competiçoes por causa do doping nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, no Canadá, em 1999.

Sotomayor terá no russo Viacheslav Voronin e no norte-americano Charles Austin seus grandes obstáculos ao ouro. No restrospecto, os dois estao em melhores condiçoes. Ambos venceram o cubano anteontem em competiçao realizada em Tóquio, quando Sotomayor saltou apenas 2,23m.

Colaborou Eduardo Merli

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;