Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Timão dá susto na torcida, mas estreia batendo o XV na Arena

Estadão Conteúdo  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com pênalti perdido de Rodriguinho e fraco futebol, Romero salva time nos acréscimos


Márcio Donizete
Especial para o Diário

01/02/2016 | 07:00


Como os torcedores dizem, se não for sofrido, não é Corinthians. E foi com esse lema que o Timão conquistou a primeira vitória no Paulista, ontem, na Arena, em Itaquera, sobre o XV de Piracicaba, por 1 a 0. O gol suado foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo por Ángel Romero.

Após um pequeno atraso por conta dos uniformes alvinegros parecidos, mas que não resultou em nada, já que nenhuma das equipes trocou de camisa, o jogo começou morno, com pouca exposição dos times nos minutos iniciais.

A primeira chegada foi aos 11, com Rodrigo Silva, que cabeceou com perigo. Pouco depois, Rodriguinho respondeu em chute pela esquerda. O Corinthians teve mais três chances, com Elias, Lucca e Danilo, sem sucesso.

De tanto pressionar, aos 27 os mandantes poderiam ter aberto o placar em um pênalti de Heitor em Yago. Porém, Rodriguinho mandou à esquerda do gol de Bruno Brígido. Porém, os visitantes assustaram também. Aos 30, Heitor balançou as redes de Cássio, só que estava em posição irregular e o gol foi anulado.

Na etapa final, a partida se manteve com predomínio do Timão, que não estava com o pé na forma e continuava errando. O Nhô Quim foi quem, efetivamente, levava mais perigo. Aos 17 minutos, Fábio Sanches, de cabeça, por pouco não abriu o placar na Arena. A bola passou tirando tinta da trave esquerda de Cássio.

O técnico Tite colocou Guilherme Arana no lugar de Uendel e Marlone no de Lucca, porém o panorama não mudou. Quando tudo parecia que se caminharia para o 0 a 0, Romero fez o gol salvador. Aos 47, o paraguaio empurrou ao barbante após dividida entre Elias e o goleiro Bruno Brígido. Sofrido, mas o suficiente para vencer.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Timão dá susto na torcida, mas estreia batendo o XV na Arena

Com pênalti perdido de Rodriguinho e fraco futebol, Romero salva time nos acréscimos

Márcio Donizete
Especial para o Diário

01/02/2016 | 07:00


Como os torcedores dizem, se não for sofrido, não é Corinthians. E foi com esse lema que o Timão conquistou a primeira vitória no Paulista, ontem, na Arena, em Itaquera, sobre o XV de Piracicaba, por 1 a 0. O gol suado foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo por Ángel Romero.

Após um pequeno atraso por conta dos uniformes alvinegros parecidos, mas que não resultou em nada, já que nenhuma das equipes trocou de camisa, o jogo começou morno, com pouca exposição dos times nos minutos iniciais.

A primeira chegada foi aos 11, com Rodrigo Silva, que cabeceou com perigo. Pouco depois, Rodriguinho respondeu em chute pela esquerda. O Corinthians teve mais três chances, com Elias, Lucca e Danilo, sem sucesso.

De tanto pressionar, aos 27 os mandantes poderiam ter aberto o placar em um pênalti de Heitor em Yago. Porém, Rodriguinho mandou à esquerda do gol de Bruno Brígido. Porém, os visitantes assustaram também. Aos 30, Heitor balançou as redes de Cássio, só que estava em posição irregular e o gol foi anulado.

Na etapa final, a partida se manteve com predomínio do Timão, que não estava com o pé na forma e continuava errando. O Nhô Quim foi quem, efetivamente, levava mais perigo. Aos 17 minutos, Fábio Sanches, de cabeça, por pouco não abriu o placar na Arena. A bola passou tirando tinta da trave esquerda de Cássio.

O técnico Tite colocou Guilherme Arana no lugar de Uendel e Marlone no de Lucca, porém o panorama não mudou. Quando tudo parecia que se caminharia para o 0 a 0, Romero fez o gol salvador. Aos 47, o paraguaio empurrou ao barbante após dividida entre Elias e o goleiro Bruno Brígido. Sofrido, mas o suficiente para vencer.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;