Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

‘Aprendi a ser mais humilde’


Christiane Ferreira
Do Diário do Grande ABC

01/05/2008 | 07:02


A fotógrafa Catarina Florêncio, 42 anos, de São Paulo, é um exemplo de que a persistência é a palavra-chave para cumprir uma meta desejada.

Ao contrário de muitos peregrinos brasileiros, Catarina fez sua primeira caminhada em Santiago de Compostela, para em seguida percorrer o Caminho do Sol.

O caminho espanhol foi um presente para comemorar seu aniversário de 40 anos. “Em dois meses comecei a treinar e a comprar todos os equipamentos necessários”, conta.

No entanto, a falta de experiência fez com que cometesse erros, como mochila pesada, botas apertadas, ingestão de pouca água e ritmo forçado com o intuito de acompanhar outras pessoas.

Com problemas nos pés e inflamação na coxa, teve de parar por cinco dias, obtendo apoio de um hospedeiro local. Em seguida, andou 470 quilômetros, não terminando a caminhada. Alguns meses depois retornou ao local para completar o trajeto.

Em fevereiro de 2007, Catarina fez o Caminho do Sol. “Descobri o valor das pequenas coisas. Acho que aprendi a ser mais humilde.” Para quem quer se aventurar pelos caminhos, ela sugere começar pelo trajeto paulista, ideal para ter um melhor rendimento no de Santiago de Compostela.

Atualmente, a profissional está com uma exposição fotográfica intitulada Caminhos, que vai até o dia 11 deste mês, na Academia 24 Horas, no Tatuapé, em São Paulo.

Informações:
Exposição Caminhos – 6225-1330 ou academia24horas.com.br/">www.academia24horas.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Aprendi a ser mais humilde’

Christiane Ferreira
Do Diário do Grande ABC

01/05/2008 | 07:02


A fotógrafa Catarina Florêncio, 42 anos, de São Paulo, é um exemplo de que a persistência é a palavra-chave para cumprir uma meta desejada.

Ao contrário de muitos peregrinos brasileiros, Catarina fez sua primeira caminhada em Santiago de Compostela, para em seguida percorrer o Caminho do Sol.

O caminho espanhol foi um presente para comemorar seu aniversário de 40 anos. “Em dois meses comecei a treinar e a comprar todos os equipamentos necessários”, conta.

No entanto, a falta de experiência fez com que cometesse erros, como mochila pesada, botas apertadas, ingestão de pouca água e ritmo forçado com o intuito de acompanhar outras pessoas.

Com problemas nos pés e inflamação na coxa, teve de parar por cinco dias, obtendo apoio de um hospedeiro local. Em seguida, andou 470 quilômetros, não terminando a caminhada. Alguns meses depois retornou ao local para completar o trajeto.

Em fevereiro de 2007, Catarina fez o Caminho do Sol. “Descobri o valor das pequenas coisas. Acho que aprendi a ser mais humilde.” Para quem quer se aventurar pelos caminhos, ela sugere começar pelo trajeto paulista, ideal para ter um melhor rendimento no de Santiago de Compostela.

Atualmente, a profissional está com uma exposição fotográfica intitulada Caminhos, que vai até o dia 11 deste mês, na Academia 24 Horas, no Tatuapé, em São Paulo.

Informações:
Exposição Caminhos – 6225-1330 ou academia24horas.com.br/">www.academia24horas.com.br

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;