Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Operação do Ipem-SP fiscaliza 52 produtos de Pet Shop


Do Diário OnLine
Com Agências

22/08/2006 | 17:14


O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) fiscalizou, nesta segunda-feira, 52 tipos de produtos para animais de estimação disponíveis em Pet Shops do Estado. Apenas cinco produtos foram reprovados, o que equivale a 9,62% de irregularidade. No ano passado, a mesma operação apresentou índice de irregularidade de 14,58% dos 48 produtos verificados.

Bauru foi a cidade que apresentou maior incidência de erros quantitativos. Dos oito  produtos analisados, três foram reprovados, um índice de 37,50% de irregularidade. O shampoo para tratamento “Peroxyl Cães”,  tubos de 125ml, estava com menos 2,4ml em cada embalagem, menos 1,92% do produto embalado.

Em São Paulo, dos 15 produtos analisados pelo Ipem, apenas um estava abaixo do peso nominal declarado na embalagem. O carvão ativado para aquário água salgada  “Carbomax”, pacotes de 500g, apresentou apenas um erro individual superior ao tolerado  de menos 35,5g, ou seja, apenas uma das amostras coletadas estava abaixo do peso especificado na embalagem.

Em Presidente Prudente, dos seis itens analisados, apenas um foi reprovado. Uma das  amostras coletadas do alimento completo para gatos “Whiskas” apresentou diferença de 21,6g no peso nominal declarado na embalagem de 340g, um erro individual superior ao tolerado. Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos e São José do Rio Preto não apresentaram nenhuma irregularidade nesta operação.

A partir da constatação das  irregularidades, os fabricantes e/ou responsáveis  por esses produtos têm 15 dias para apresentar defesa junto à Superintendência do Instituto. Após  esse  período, haverá uma análise de cada caso para estipular uma punição, que varia de advertência ao pagamento de multas de até R$ 50 mil.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Operação do Ipem-SP fiscaliza 52 produtos de Pet Shop

Do Diário OnLine
Com Agências

22/08/2006 | 17:14


O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) fiscalizou, nesta segunda-feira, 52 tipos de produtos para animais de estimação disponíveis em Pet Shops do Estado. Apenas cinco produtos foram reprovados, o que equivale a 9,62% de irregularidade. No ano passado, a mesma operação apresentou índice de irregularidade de 14,58% dos 48 produtos verificados.

Bauru foi a cidade que apresentou maior incidência de erros quantitativos. Dos oito  produtos analisados, três foram reprovados, um índice de 37,50% de irregularidade. O shampoo para tratamento “Peroxyl Cães”,  tubos de 125ml, estava com menos 2,4ml em cada embalagem, menos 1,92% do produto embalado.

Em São Paulo, dos 15 produtos analisados pelo Ipem, apenas um estava abaixo do peso nominal declarado na embalagem. O carvão ativado para aquário água salgada  “Carbomax”, pacotes de 500g, apresentou apenas um erro individual superior ao tolerado  de menos 35,5g, ou seja, apenas uma das amostras coletadas estava abaixo do peso especificado na embalagem.

Em Presidente Prudente, dos seis itens analisados, apenas um foi reprovado. Uma das  amostras coletadas do alimento completo para gatos “Whiskas” apresentou diferença de 21,6g no peso nominal declarado na embalagem de 340g, um erro individual superior ao tolerado. Campinas, Ribeirão Preto, São José dos Campos e São José do Rio Preto não apresentaram nenhuma irregularidade nesta operação.

A partir da constatação das  irregularidades, os fabricantes e/ou responsáveis  por esses produtos têm 15 dias para apresentar defesa junto à Superintendência do Instituto. Após  esse  período, haverá uma análise de cada caso para estipular uma punição, que varia de advertência ao pagamento de multas de até R$ 50 mil.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;