Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

DF pagará menos pela energia elétrica a partir de sábado


Da Agência Brasil

22/08/2006 | 17:43


A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) corrigiu as tarifas de sete empresas distribuidoras de energia elétrica. A única redução foi autorizada para a CEB (Companhia Energética de Brasília). Os consumidores residenciais vão pagar menos 7,63% e industriais menos 2,05%. De acordo com a Aneel, serão beneficiados 734 mil consumidores no Distrito Federal, a partir deste sábado.

As tarifas da Companhia de Forcel (Força e Luz do Paraná) serão reajustadas em 5,32% para as residências e em 9,92% para as indústrias. A empresa abastece 5.732 consumidores no município de Coronel Vivida, no Paraná.

As tarifas da Ceal (Companhia de Eletricidade de Alagoas) subirão 7,57% para os consumidores residenciais e 3,65% para as indústrias, a partir de segunda-feira. A distribuidora é responsável pelo fornecimento de energia para 714,4 mil consumidores em 102 cidades de Alagoas.

Também ficarão mais caras as contas de luz de 1,9 milhão consumidores atendidos pela Elektro Paulista. O aumento será de 4,62% para as residências e de 8,14% para as indústrias. A Elektro atende 223 municípios paulistas e cinco do Mato Grosso do Sul.

Para os 902,8 mil consumidores da Saelpa (Companhia de Eletrificação da Paraíba), o reajuste será de 6,43% para residências e de 6,53% para as indústrias. A Saelpa atende 216 municípios paraibanos e o aumento passa a valer a partir da segunda-feira.

Para os 1,3 milhão de consumidores da Cemar (Companhia de Eletricidade do Maranhão), o reajuste foi definido nesta terça, mas pode ser alterado pela Aneel nas próximas 48 horas. Está fixado provisoriamente em 8,41% para o consumidor residencial e 16,44% para a indústria, a partir de segunda-feira. A Cemar atende 217 cidades do Maranhão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;