Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ovos de Páscoa estão até 15% mais baratos na internet


Guilherme Yoshida
Do Diário do Grande ABC

05/04/2007 | 07:07


Para quem ainda não comprou ovos de Páscoa – e até domingo não vai ter tempo para ficar freqüentando supermercados atrás de preços –, há uma boa opção para adquiri-los pela internet.

Segundo o site de pesquisas Buscapé, no comércio on-line os preços destes artigos de chocolate característicos do período caíram 7% em relação ao ano passado e estão até 15% mais baratos do que os encontrados nas lojas do varejo físico.

Apesar de todas as vantagens que a internet oferece, o consumidor deve tomar cuidado na hora de escolher entre as diversas opções de ovos e coelhinhos de pelúcia. Mesmo com preços mais atrativos no mercado virtual, os chocolates de categorias semelhantes estão com uma variação nos valores que pode chegar a 398%.

É o caso dos ovos especiais de 700 gramas ou mais, que foram os que mais inflacionaram entre os doces. Segundo o Buscapé, este item pode ser encontrado na web a partir de R$ 39,98 e chega a atingir R$ 199.

“A Páscoa vem se tornando uma boa época para o comércio on-line. Há três anos existiam pouquíssimas lojas virtuais que ofereciam estes produtos no País. Hoje, já são mais de 40. E esse aumento da oferta provoca uma queda nos preços”, analisa Daniel Cabral, gerente de produto do Buscapé.

A pesquisa mostra que as quedas mais expressivas nos valores dos chocolates aconteceram no segmento de ovos médios, entre 250 gramas e 400 gramas. Em 2006, estes itens eram comprados, em média, por R$ 20,88 e este ano os mesmos não saem por mais de R$ 14,81. “No entanto, os produtos de 400 gramas a 700 gramas são os mais procurados na internet. Eles estão até 7% mais baratos do que há 12 meses”, afirma.

Se a variação de preços dentro de uma mesma categoria pode provocar prejuízo ao consumidor que for comprar ovos, colombas e bombons, nada se compara ao coelhinho de pelúcia, símbolo da Páscoa no comércio.

Quem optar por este tipo de presente vai desembolsar entre R$ 4,90 e R$ 94,90, o que significa uma diferença de 1.837% nos preços. “Ainda dá tempo de comprar ovos para este feriado, já que os prazos de entrega na internet são de até 48 horas. E também é bastante seguro, pois os ovos vêm embalados adequadamente e sem o risco de serem entregues quebrados”, diz Cabral.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ovos de Páscoa estão até 15% mais baratos na internet

Guilherme Yoshida
Do Diário do Grande ABC

05/04/2007 | 07:07


Para quem ainda não comprou ovos de Páscoa – e até domingo não vai ter tempo para ficar freqüentando supermercados atrás de preços –, há uma boa opção para adquiri-los pela internet.

Segundo o site de pesquisas Buscapé, no comércio on-line os preços destes artigos de chocolate característicos do período caíram 7% em relação ao ano passado e estão até 15% mais baratos do que os encontrados nas lojas do varejo físico.

Apesar de todas as vantagens que a internet oferece, o consumidor deve tomar cuidado na hora de escolher entre as diversas opções de ovos e coelhinhos de pelúcia. Mesmo com preços mais atrativos no mercado virtual, os chocolates de categorias semelhantes estão com uma variação nos valores que pode chegar a 398%.

É o caso dos ovos especiais de 700 gramas ou mais, que foram os que mais inflacionaram entre os doces. Segundo o Buscapé, este item pode ser encontrado na web a partir de R$ 39,98 e chega a atingir R$ 199.

“A Páscoa vem se tornando uma boa época para o comércio on-line. Há três anos existiam pouquíssimas lojas virtuais que ofereciam estes produtos no País. Hoje, já são mais de 40. E esse aumento da oferta provoca uma queda nos preços”, analisa Daniel Cabral, gerente de produto do Buscapé.

A pesquisa mostra que as quedas mais expressivas nos valores dos chocolates aconteceram no segmento de ovos médios, entre 250 gramas e 400 gramas. Em 2006, estes itens eram comprados, em média, por R$ 20,88 e este ano os mesmos não saem por mais de R$ 14,81. “No entanto, os produtos de 400 gramas a 700 gramas são os mais procurados na internet. Eles estão até 7% mais baratos do que há 12 meses”, afirma.

Se a variação de preços dentro de uma mesma categoria pode provocar prejuízo ao consumidor que for comprar ovos, colombas e bombons, nada se compara ao coelhinho de pelúcia, símbolo da Páscoa no comércio.

Quem optar por este tipo de presente vai desembolsar entre R$ 4,90 e R$ 94,90, o que significa uma diferença de 1.837% nos preços. “Ainda dá tempo de comprar ovos para este feriado, já que os prazos de entrega na internet são de até 48 horas. E também é bastante seguro, pois os ovos vêm embalados adequadamente e sem o risco de serem entregues quebrados”, diz Cabral.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;