Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

BNDES terá US$ 3 bi do BID para financiar pequenas empresas



14/12/2010 | 07:17


O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) receberá US$ 3 bilhões em empréstimo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para financiar investimentos de micro, pequenas e médias empresas brasileiras.

O contrato foi assinado ontem pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o chefe da representação do BID no Brasil, Fernando Carrillo, informou o BNDES, em nota.

Os recursos comporão o fundo de US$ 6 bilhões do segundo CCLIP (Convênio de Linha de Crédito Condicional), que prevê contrapartida do BNDES no mesmo valor do empréstimo. O primeiro CCLIP, envolvendo montante semelhante, foi realizado em 2005.

Os recursos do BID serão repassados pela própria instituição em três parcelas de US$ 1 bilhão.

PROGRAMAS - Ontem, os dois dirigentes assinaram também o contrato de empréstimo da primeira parcela, que terá prazo de vencimento de 20 anos e carência de quatro anos e meio. A expectativa é de que os recursos desse primeiro contrato sejam desembolsados ainda em 2010, informou o BNDES.

Segundo a instituição financeira brasileira, o segundo convênio financiará três programas de crédito multissetorial de apoio a micro, pequenas e médias empresas, cada um no valor de US$ 2 bilhões (US$ 1 bilhão do BID e US$ 1 bilhão de contrapartida do BNDES).

Os projetos elegíveis são os de ampliação e modernização de pequenas empresas. Os recursos chegarão aos tomadores por meio de operações indiretas, realizadas por instituições financeiras comerciais credenciados pelo BNDES.

A entidade brasileira estima que cerca de 100 mil companhias devem se beneficiar da primeira fase do segundo CCLIP por meio de 220 mil operações de repasse, principalmente para microempresas.

O BNDES tem aumentado os financiamentos para micro e pequenas empresas. Entre janeiro e outubro, o segmento consumiu 26% do desembolso total do banco, atingindo R$ 37,2 bilhões. No acumulado em 12 meses, o volume de liberações da instiutuição financeira para pequenas empresas praticamente dobrou.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;