Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

No Sul, tucano rebate o presidente


Das Agências

05/09/2010 | 07:14


"O presidente da República deveria representar toda a Nação, e não apenas uma tendência partidária", disse ontem à tarde em Londrina (PR) José Serra. Sobre as acusações feitas por Lula, o tucano afirmou que "esta é a lógica petista", ressalvando que não polemizaria com presidente "por não estar suficientemente informado" do teor das críticas. "Eles, o PT e sua candidata Dilma Rousseff, culpam a vítima que está se defendendo da agressão feita por eles".

O tucano justificou que, ao denunciar no programa eleitoral a quebra de sigilo da família, age "como qualquer pai que vê a filha sendo vítima de uma violência". Segundo ele, o PT "quis me atacar utilizando-se de minha filha, que é uma vítima inocente, pois não milita na política, não tem nada a esconder e é mãe de três filhos"

"Em toda campanha o PT age assim comigo", disse Serra, citando o episódio dos aloprados, quando, há quatro anos, grupo de petistas foi flagrado tentando comprar documentos que supostamente comprometeriam Geraldo Alckmin, então candidato à Presidência, e Serra, que disputava o governo de São Paulo.

Sobre o roubo ao comitê do PT de Mauá quarta-feira, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) disse que "foi um roubo simulado". "Desapareceram com fichas de filiações para esconder quem as abonou. Foi queima de arquivo."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;