Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Irmãos assassinados não queriam sair de abrigo

Irmãos assassinatos de maneira brutal em Ribeirão teriam dito que não queriam sair do Abrigo Novo Rumo


Luciano Cavenagui
Da Sucursal de Diadema

25/09/2008 | 07:08


Os irmãos assassinatos em 5 de setembro de maneira brutal em Ribeirão Pires, Igor Giovanni, 12 anos, e João Vitor dos Santos Rodrigues, 13, teriam dito, em janeiro, que não queriam sair do Abrigo Novo Rumo. Foi o que afirmou ontem a diretora da unidade, Celi Barreto dos Santos, em depoimento à Polícia Civil.

O delegado José Itamar de Souza, responsável pelo inquérito na delegacia de Ribeirão Pires, disse que a diretora contou também que os garotos eram bem tratados no local e que tiveram no abrigo todo tipo de assistência. Igor e João Vitor passaram dez meses na unidade por conta das agressões sofridas em casa. Depois, retornaram ao lar.

Faltam dois depoimentos para o inquérito: o da conselheira tutelar Edna Amante, que acompanhava os problemas familiares dos garotos, e o da psicóloga Verônika Ferber Topio, do Abrigo Novo Rumo. Segundo a polícia, a conselheira está viajando e não tem data para voltar.

Além desses depoimentos, o inquérito só será concluído após o recebimento de laudos do IC (Instituto de Criminalística) e do IML (Instituto Médico-Legal). Os restos mortais dos irmãos ainda não foram liberados para familiares, pois alguns exames ainda não foram feitos.

O pai dos garotos, João Alexandre Rodrigues, 39, e a madrasta Eliane Aparecida Antunes Rodrigues, 35, estão presos pelo crime.

Os dois estão detidos na penitenciária de Tremembé, interior do Estado, mesmo local onde fica o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, acusados do assassinato da menina Isabella.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;