Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Obra será retomada em conjunto habitacional

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

São Bernardo pretende entregar 420 apartamentos no bairro Montanhão antes do Natal de 2018


Bia Moço
Especial para o Diário

29/08/2017 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo anunciou ontem a retomada da construção de conjunto habitacional no bairro Montanhão para beneficiar 420 famílias que, atualmente, moram em assentamentos precários. Serão favorecidas pessoas removidas do entorno dos córregos Saracantan e Colina, além de moradores de áreas de risco contemplados pelo programa Renda Abrigo. Com início em 2012, a promessa era a de que o Residencial Independência fosse concluído em dois anos, mas desde 2016 a execução da obra estava parada.

Os apartamentos de 52,26 m², divididos em dez edifícios, serão concluídos com recursos da CEF (Caixa Econômica Federal), mas a atual gestão investiu R$ 19,1 milhões para finalizar a obra. A previsão de entrega dos imóveis é no prazo de 12 meses (setembro de 2018). O valor inicial da contratação foi de R$ 41,9 milhões.

Secretário municipal de Habitação, João Abukater Neto explicou que o trabalho desenvolvido para a retomada foi de gestão. “A construção estava parada por um problema de administração, e isso foi resolvido. Começar a semana com renovação é bom, e começar retomando uma obra é melhor ainda. São 420 unidades, que vão gerar emprego e renda, e, o mais importante, vão dar abrigo a parte da população que está em deficit.”

Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), investir em habitação resulta em conjunto de boas ações. “ Quando apostamos em moradia, estamos melhorando série de fatores, como Educação, Saúde, higiene e Segurança. É bastante incompreensível uma criança não ter teto digno e esperar que ela estude em casa, por exemplo. De modo geral, estamos melhorando a cidadania da população.”

O chefe do Executivo lembra que durante a campanha eleitoral disse que iria priorizar obras inacabadas, pois, para ele, não faria sentido começar construções novas, seja qual for a área, sem concluir o que estava parado. “Herdamos conjunto de obras inacabadas, que já é de conhecimento da população. Essa é a primeira construção que estamos retomando, tem ainda uma no bairro Divineia e outra no Capelinha, os próximos passos. Vamos focar todos os esforços para retomar essas obras e entregá-las no menor tempo possível”, acrescentou.

Após assinar o contrato, o prefeito fez um pedido particular à Enplan Engenharia e Construtora, empresa vencedora da licitação, responsável por dar continuidade ao residencial. “ Gostaria muito que essas 420 famílias pudessem passar o Natal de 2018 nestas novas unidades, até porque seria lamentável cometermos o mesmo erro e ter um novo atraso. Saímos daqui com esse compromisso, pois cerca de 2.000 pessoas passarão a ter um teto digno. É um bairro novo que está nascendo”, finalizou Orlando Morando. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Obra será retomada em conjunto habitacional

São Bernardo pretende entregar 420 apartamentos no bairro Montanhão antes do Natal de 2018

Bia Moço
Especial para o Diário

29/08/2017 | 07:00


A Prefeitura de São Bernardo anunciou ontem a retomada da construção de conjunto habitacional no bairro Montanhão para beneficiar 420 famílias que, atualmente, moram em assentamentos precários. Serão favorecidas pessoas removidas do entorno dos córregos Saracantan e Colina, além de moradores de áreas de risco contemplados pelo programa Renda Abrigo. Com início em 2012, a promessa era a de que o Residencial Independência fosse concluído em dois anos, mas desde 2016 a execução da obra estava parada.

Os apartamentos de 52,26 m², divididos em dez edifícios, serão concluídos com recursos da CEF (Caixa Econômica Federal), mas a atual gestão investiu R$ 19,1 milhões para finalizar a obra. A previsão de entrega dos imóveis é no prazo de 12 meses (setembro de 2018). O valor inicial da contratação foi de R$ 41,9 milhões.

Secretário municipal de Habitação, João Abukater Neto explicou que o trabalho desenvolvido para a retomada foi de gestão. “A construção estava parada por um problema de administração, e isso foi resolvido. Começar a semana com renovação é bom, e começar retomando uma obra é melhor ainda. São 420 unidades, que vão gerar emprego e renda, e, o mais importante, vão dar abrigo a parte da população que está em deficit.”

Segundo o prefeito Orlando Morando (PSDB), investir em habitação resulta em conjunto de boas ações. “ Quando apostamos em moradia, estamos melhorando série de fatores, como Educação, Saúde, higiene e Segurança. É bastante incompreensível uma criança não ter teto digno e esperar que ela estude em casa, por exemplo. De modo geral, estamos melhorando a cidadania da população.”

O chefe do Executivo lembra que durante a campanha eleitoral disse que iria priorizar obras inacabadas, pois, para ele, não faria sentido começar construções novas, seja qual for a área, sem concluir o que estava parado. “Herdamos conjunto de obras inacabadas, que já é de conhecimento da população. Essa é a primeira construção que estamos retomando, tem ainda uma no bairro Divineia e outra no Capelinha, os próximos passos. Vamos focar todos os esforços para retomar essas obras e entregá-las no menor tempo possível”, acrescentou.

Após assinar o contrato, o prefeito fez um pedido particular à Enplan Engenharia e Construtora, empresa vencedora da licitação, responsável por dar continuidade ao residencial. “ Gostaria muito que essas 420 famílias pudessem passar o Natal de 2018 nestas novas unidades, até porque seria lamentável cometermos o mesmo erro e ter um novo atraso. Saímos daqui com esse compromisso, pois cerca de 2.000 pessoas passarão a ter um teto digno. É um bairro novo que está nascendo”, finalizou Orlando Morando. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;