Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Libertadores coloca bolivianos e chilenos no caminho do Sto.André


Anderson Rodrigues
Do Diário do Grande ABC

03/12/2004 | 09:15


Dirigentes, jogadores, comissão técnica e torcedores do Santo André já podem reservar o pacote de viagem para acompanhar a inédita trajetória internacional da equipe do Grande ABC no primeiro semestre de 2005. Numa festa quinta-feira à noite, em Assunção, Paraguai, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) realizou o sorteio dos grupos da 46ª Copa Libertadores da América. O destino do Ramalhão na primeira fase será Chile, Bolívia e, possivelmente, a Argentina. O clube caiu no Grupo 3, com apenas um adversário definido até agora: o Universidad do Chile. Os outros dois clubes serão o segundo colocado da Bolívia e o vencedor de uma repescagem entre Quilmes (Argentina) e o terceiro classificado do Chile.

A diretoria do Santo André, composta pelo presidente e vice, Jairo Livolis e Celso Luiz de Almeida respectivamente, representou o país no evento, já que a equipe era a única com vaga assegurada na competição após o título da Copa do Brasil. No Brasil, ao saber da composição do grupo, o diretor de Futebol do clube, Sérgio do Prado, foi contundente. “Independentemente dos adversários, o Santo André vai precisar de muita ambição na sua estréia em Libertadores”, disse.

Duas grandes barreiras devem surgir no caminho do Santo André. A primeira pode ser a temida altitude boliviana. “Dependendo do clube do país, a altitude pode chegar a 3 mil metros. Vamos ter de passar por cima de tudo”, avisou Sérgio. Outra preocupação passa próximo à Cordilheira dos Andes, já que duas equipes chilenas podem compor a chave do Ramalhão. “Seria melhor um clube de cada país. Se o Chile conseguir colocar dois times, num provável jogo decisivo, um pode favorecer implicitamente o outro”, explicou o dirigente.

Outra possibilidade seria a vitória do Quilmes (Argentina) sobre a equipe chilena na repescagem. “Argentinos sempre complicam nesse torneio”, afirmou Sérgio.

A Libertadores terá 38 clubes. Argentina e Brasil têm cinco vagas cada, enquanto Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela e México possuem três cada. O lugar restante é do Once Caldas (Colômbia), último campeão. No entanto, 12 destas equipes disputarão uma etapa pré-classificatória, com seis jogos, em partidas de ida e volta, entre os dias 2 e 9 de fevereiro. Os três primeiros colocados do Brasileiro estarão garantidos, enquanto o quarto disputará a repescagem contra um terceiro time paraguaio.

Homenagem – Além dos dirigentes do Santo André, outro convidado brasileiro esteve presente ao evento promovido pela Conmebol. O coordenador técnico da Seleção Brasileira, Mário Jorge Lobo Zagallo, foi condecorado com a Ordem do Mérito, numa homenagem pelos serviços prestados ao futebol sul-americano como jogador, treinador e diretor-técnico.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;