Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Após 68 dias internada, paciente se recupera da Covid-19

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Aposentada de 69 anos passou 22 dias entubada com quadro crítico da doença


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

16/09/2020 | 12:51


Uma segunda chance. É assim que a família da aposentada Maria Conceição Lopes, 69 anos, define o que aconteceu na sua vida. Após 68 dias internada, 22 deles entubada, Maria Conceição teve alta na manhã de hoje, do Hospital Santa Ana, em São Caetano. Ela integra o grupo de mais de 2 milhões de pessoas que se recuperaram da doença.
Apesar de aposentada, Maria Conceição ainda trabalhava como consultora de vendas, aos finais de semana, e reconhece que demorou a parar a atividade. Também avalia que agiu com negligência, ao ir para a praia em julho, onde passou uma semana.

Após sentir todos os sintomas de uma gripe forte, voltou da cidade de Praia Grande, onde tem um apartamento com a irmã, para Osasco, onde mora. A filha Michele Sena Rivera, 45, saiu de Campinas, onde vive com a família, para encontrar a mãe e levá-la ao médico. "Paguei por uma tomografia que mostrou a gravidade da situação e ela já foi internada e entubada no hospital de campanha de Osasco", relembrou Michele.

Era o dia 10 de julho. Maria Conceição foi transferida para o Hospital Santa Ana em 19 de julho, ainda entubada. "Todos os dias os médicos diziam que ela podia morrer. A saturação chegou a 40%", afirmou o filho Fábio Sena, 48.

Aos poucos, a paciente foi reagindo ao tratamento, mas ainda teve que enfrentar um quadro de infecção, adquirida no ambiente hospitalar.
Recuperada, Maria Conceição agora quer curtir a família. "Foram muitos dias lutando pela minha vida. Agradeço a Deus e à essa equipe maravilhosa que me deu todo carinho e atenção", afirmou.

O infectologista do Hospital Santa Ana, José Raphael Ruffato, lembrou que a retomada das atividades econômicas tem dado às pessoas uma falsa sensação de normalidade. "Temos tido queda nos casos graves, mas o número de novas infecções ainda é muito alto. Não é hora de abandonar as medidas de prevenção, o uso da máscara e do distanciamento físico" afirmou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após 68 dias internada, paciente se recupera da Covid-19

Aposentada de 69 anos passou 22 dias entubada com quadro crítico da doença

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

16/09/2020 | 12:51


Uma segunda chance. É assim que a família da aposentada Maria Conceição Lopes, 69 anos, define o que aconteceu na sua vida. Após 68 dias internada, 22 deles entubada, Maria Conceição teve alta na manhã de hoje, do Hospital Santa Ana, em São Caetano. Ela integra o grupo de mais de 2 milhões de pessoas que se recuperaram da doença.
Apesar de aposentada, Maria Conceição ainda trabalhava como consultora de vendas, aos finais de semana, e reconhece que demorou a parar a atividade. Também avalia que agiu com negligência, ao ir para a praia em julho, onde passou uma semana.

Após sentir todos os sintomas de uma gripe forte, voltou da cidade de Praia Grande, onde tem um apartamento com a irmã, para Osasco, onde mora. A filha Michele Sena Rivera, 45, saiu de Campinas, onde vive com a família, para encontrar a mãe e levá-la ao médico. "Paguei por uma tomografia que mostrou a gravidade da situação e ela já foi internada e entubada no hospital de campanha de Osasco", relembrou Michele.

Era o dia 10 de julho. Maria Conceição foi transferida para o Hospital Santa Ana em 19 de julho, ainda entubada. "Todos os dias os médicos diziam que ela podia morrer. A saturação chegou a 40%", afirmou o filho Fábio Sena, 48.

Aos poucos, a paciente foi reagindo ao tratamento, mas ainda teve que enfrentar um quadro de infecção, adquirida no ambiente hospitalar.
Recuperada, Maria Conceição agora quer curtir a família. "Foram muitos dias lutando pela minha vida. Agradeço a Deus e à essa equipe maravilhosa que me deu todo carinho e atenção", afirmou.

O infectologista do Hospital Santa Ana, José Raphael Ruffato, lembrou que a retomada das atividades econômicas tem dado às pessoas uma falsa sensação de normalidade. "Temos tido queda nos casos graves, mas o número de novas infecções ainda é muito alto. Não é hora de abandonar as medidas de prevenção, o uso da máscara e do distanciamento físico" afirmou. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;