Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Gregos que não fizeram antidoping estão fora dos Jogos Olímpicos


Da AFP

14/08/2004 | 16:45


O presidente do COG (Comitê Olímpico Grego), Lambis Nikolau, anunciou neste sábado que os atletas gregos Kostas Kenteris e katerina Thanou - atualmente sob investigação do COI (Comitê Olímpico Internacional) por não terem se apresentado a um controle de doping - foram excluídos da seleção olímpica nacional até que o COI se pronuncie sobre seu caso.

"O comitê executivo do COG decidiu, por maioria, excluir os dois atletas e seu técnico, Christos Tzekos, da equipe olímpica até que o COI tome uma decisão", informou Nikolau, que também é membro do Comitê Olímpico Internacional. Uma comissão de disciplina deve se pronunciar sobre o caso na próxima segunda-feira.

Nikolau disse que a decisão foi tomada por cinco votos a favor e um contra, seu próprio voto. O presidente argumentou que votou contra porque considerava necessário retirar definitivamente dos atletas suas credenciais olímpicas. "A meu ver, deveríamos revogar suas credenciais imediatamente e não esperar por uma decisão do COI", afirmou. "Nós estamos nos comportando dentro da legalidade absoluta, não temos nada a temer", comentou, por sua vez, o técnico Christos Tzekos em breve declaração à imprensa.

Depois de anunciada a decisão, o advogado dos atletas, Michalis Dimitrakopoulos, saiu em defesa de seus clientes. "Nossos campeões estão limpos; eles nunca tomaram substâncias proibidas", afirmou, acrescentando que Kenteris e Thanou estão "profundamente amargurados" com a situação.

O advogado garantiu que o acidente de moto em que se clientes se envolveram não foi "um pretexto" para seu suposto desaparecimento. "Quando perceberam que havia um complô contra eles, os dois correram para a Vila Olímpica usando o melhor meio de transporte possível", explicou o advogado. Dimitrakopoulos assegurou que a primeira coisa que os dois atletas farão quando saírem do hospital será passar pelo controle de doping.

Kenteris, de 31 anos, é o atual campeão olímpico dos 200 metros e Thanou, de 29, foi a vice-campeã nos 100 metros nos mesmos Jogos, em Sydney 2000. Os dois eram as maiores esperanças de medalha de seu país no atletismo dos Jogos de Atenas-2004.

Na tarde de quinta-feira, uma equipe de controle de doping enviada pelo COI se apresentou na Vila Olímpica, onde Kenteris e Thanou deveriam estar, com o objetivo de submetê-los a testes não programados. Os integrantes do COI encontraram seus quartos vazios e não conseguiram localizar nenhum dos dois atletas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gregos que não fizeram antidoping estão fora dos Jogos Olímpicos

Da AFP

14/08/2004 | 16:45


O presidente do COG (Comitê Olímpico Grego), Lambis Nikolau, anunciou neste sábado que os atletas gregos Kostas Kenteris e katerina Thanou - atualmente sob investigação do COI (Comitê Olímpico Internacional) por não terem se apresentado a um controle de doping - foram excluídos da seleção olímpica nacional até que o COI se pronuncie sobre seu caso.

"O comitê executivo do COG decidiu, por maioria, excluir os dois atletas e seu técnico, Christos Tzekos, da equipe olímpica até que o COI tome uma decisão", informou Nikolau, que também é membro do Comitê Olímpico Internacional. Uma comissão de disciplina deve se pronunciar sobre o caso na próxima segunda-feira.

Nikolau disse que a decisão foi tomada por cinco votos a favor e um contra, seu próprio voto. O presidente argumentou que votou contra porque considerava necessário retirar definitivamente dos atletas suas credenciais olímpicas. "A meu ver, deveríamos revogar suas credenciais imediatamente e não esperar por uma decisão do COI", afirmou. "Nós estamos nos comportando dentro da legalidade absoluta, não temos nada a temer", comentou, por sua vez, o técnico Christos Tzekos em breve declaração à imprensa.

Depois de anunciada a decisão, o advogado dos atletas, Michalis Dimitrakopoulos, saiu em defesa de seus clientes. "Nossos campeões estão limpos; eles nunca tomaram substâncias proibidas", afirmou, acrescentando que Kenteris e Thanou estão "profundamente amargurados" com a situação.

O advogado garantiu que o acidente de moto em que se clientes se envolveram não foi "um pretexto" para seu suposto desaparecimento. "Quando perceberam que havia um complô contra eles, os dois correram para a Vila Olímpica usando o melhor meio de transporte possível", explicou o advogado. Dimitrakopoulos assegurou que a primeira coisa que os dois atletas farão quando saírem do hospital será passar pelo controle de doping.

Kenteris, de 31 anos, é o atual campeão olímpico dos 200 metros e Thanou, de 29, foi a vice-campeã nos 100 metros nos mesmos Jogos, em Sydney 2000. Os dois eram as maiores esperanças de medalha de seu país no atletismo dos Jogos de Atenas-2004.

Na tarde de quinta-feira, uma equipe de controle de doping enviada pelo COI se apresentou na Vila Olímpica, onde Kenteris e Thanou deveriam estar, com o objetivo de submetê-los a testes não programados. Os integrantes do COI encontraram seus quartos vazios e não conseguiram localizar nenhum dos dois atletas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;