Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Acordo entre países permite indenizaçao de trabalho forçado


Do Diário do Grande ABC

23/03/2000 | 11:55


A Alemanha e os Estados Unidos alcançaram nesta quinta-feira um acordo com todos os países envolvidos sobre a divisao de cerca de US$ 5 bilhoes, a serem aplicados na indenizaçao dos trabalhadores forçados, anunciaram os principais negociadores.

``É um grande dia. Chegamos a um acordo sobre a repartiçao dos 10 bilhoes de marcos da fundaçao alema e todas as outras partes se declararam de acordo'', disse à imprensa o negociador dos EUA, o secretário-adjunto do Tesouro, Stuart Eizenstat.

Segundo Eizenstat, serao destinados um bilhao de marcos (cerca de US$ 500 mil) às indenizaçoes por espoliaçoes de bens, 8,1 milhoes de marcos (US$ 4 bilhoes) às indenizaçoes pessoais, 700 milhoes de marcos (US$ 356 milhoes) para um fundo de ajuda aos sobreviventes e 200 milhoes de marcos (US$ 100 milhoes) à administraçao do Fundo de indenizaçao e às custas com advogados.

O Fundo de indenizaçao, de 10 bilhoes de marcos, cujo princípio foi estabelecido em 17 de dezembro, deve ser dotado em partes iguais pelo Estado e a indústria alemaes. Deve ser criado antes do verao, mediante uma lei cujo projeto foi adotado pelo governo alemao.

A sessao plenária das negociaçoes reuniu, além dos representantes norte-americano e alemao, representantes da indústria alema, organizaçoes judaicas, de Israel e de cinco países da Europa oriental (Rússia, Bielorússia, República Checa, Polônia e Ucrânia).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Acordo entre países permite indenizaçao de trabalho forçado

Do Diário do Grande ABC

23/03/2000 | 11:55


A Alemanha e os Estados Unidos alcançaram nesta quinta-feira um acordo com todos os países envolvidos sobre a divisao de cerca de US$ 5 bilhoes, a serem aplicados na indenizaçao dos trabalhadores forçados, anunciaram os principais negociadores.

``É um grande dia. Chegamos a um acordo sobre a repartiçao dos 10 bilhoes de marcos da fundaçao alema e todas as outras partes se declararam de acordo'', disse à imprensa o negociador dos EUA, o secretário-adjunto do Tesouro, Stuart Eizenstat.

Segundo Eizenstat, serao destinados um bilhao de marcos (cerca de US$ 500 mil) às indenizaçoes por espoliaçoes de bens, 8,1 milhoes de marcos (US$ 4 bilhoes) às indenizaçoes pessoais, 700 milhoes de marcos (US$ 356 milhoes) para um fundo de ajuda aos sobreviventes e 200 milhoes de marcos (US$ 100 milhoes) à administraçao do Fundo de indenizaçao e às custas com advogados.

O Fundo de indenizaçao, de 10 bilhoes de marcos, cujo princípio foi estabelecido em 17 de dezembro, deve ser dotado em partes iguais pelo Estado e a indústria alemaes. Deve ser criado antes do verao, mediante uma lei cujo projeto foi adotado pelo governo alemao.

A sessao plenária das negociaçoes reuniu, além dos representantes norte-americano e alemao, representantes da indústria alema, organizaçoes judaicas, de Israel e de cinco países da Europa oriental (Rússia, Bielorússia, República Checa, Polônia e Ucrânia).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;