Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Sto.André vota uso de imóvel em dívida


Do Diário do Grande ABC

14/12/2000 | 01:32


Os vereadores de Santo André também devem votar nesta quinta projeto permitindo que a Prefeitura receba imóveis como forma de pagamento para extinguir créditos tributários inscritos na Dívida Ativa, ou seja, o contribuinte que nao tem como pagar um imposto poderá quitá-lo mediante a um acordo.

Pela proposta, esse tipo de medida pode solucionar débitos com o IPTU (Imposto Prédio e Territorial Urbano), ITBI (Imposto sobre Transmissao de Bens e Imóveis), ISS (Imposto Sobre Serviços) e respectivas taxas.

O prefeito Celso Daniel argumenta no projeto que a medida ocorre devido ao déficit de áreas públicas para a implementaçao de obras.

Esse projeto entrou em pauta na última quinta-feira mas, por falta de consenso, teve de ser adiado para esta quinta.

Entre os críticos da matéria está Luiz Zacarias (PTB). "Esse é um projeto que merece mais estudos. Nao dá para votar de uma hora para outra. Acho complicado o município receber imóveis em troca de abatimento de dívidas com impostos. É preciso ter calma e cautela", disse Zacarias. "Qual seria a vantagem para o município? Temos de saber o montante que envolve a medida", completou.

Dinah Zekcer (PTB) também questiona. "Quem faria a avaliaçao dos valores dos imóveis? Isso seria complicado", avaliou. - GJ



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Sto.André vota uso de imóvel em dívida

Do Diário do Grande ABC

14/12/2000 | 01:32


Os vereadores de Santo André também devem votar nesta quinta projeto permitindo que a Prefeitura receba imóveis como forma de pagamento para extinguir créditos tributários inscritos na Dívida Ativa, ou seja, o contribuinte que nao tem como pagar um imposto poderá quitá-lo mediante a um acordo.

Pela proposta, esse tipo de medida pode solucionar débitos com o IPTU (Imposto Prédio e Territorial Urbano), ITBI (Imposto sobre Transmissao de Bens e Imóveis), ISS (Imposto Sobre Serviços) e respectivas taxas.

O prefeito Celso Daniel argumenta no projeto que a medida ocorre devido ao déficit de áreas públicas para a implementaçao de obras.

Esse projeto entrou em pauta na última quinta-feira mas, por falta de consenso, teve de ser adiado para esta quinta.

Entre os críticos da matéria está Luiz Zacarias (PTB). "Esse é um projeto que merece mais estudos. Nao dá para votar de uma hora para outra. Acho complicado o município receber imóveis em troca de abatimento de dívidas com impostos. É preciso ter calma e cautela", disse Zacarias. "Qual seria a vantagem para o município? Temos de saber o montante que envolve a medida", completou.

Dinah Zekcer (PTB) também questiona. "Quem faria a avaliaçao dos valores dos imóveis? Isso seria complicado", avaliou. - GJ

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;