Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André repensa planos após derrota em Campinas


Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

11/07/2005 | 08:32


Sem vencer há três jogos, o Santo André já começa a repensar seus planos para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Se antes a equipe tinha como única meta terminar a primeira fase do torneio como líder, nesta segunda-feira o discurso é mais cauteloso. Logo após a derrota para o Guarani, sábado no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, o lateral-direito Alexandre deixou transparecer a mudança de planos do grupo. "O importante não é ser líder, mas classificar entre oito", disse.

Depois de liderar a competição por 11 rodadas, o Ramalhão caiu para a terceira colocação, com três pontos de desvantagem em relação ao primeiro colocado, o Santa Cruz. Mesmo com os últimos três resultados negativos (duas derrotas e um empate), a equipe ainda está em situação confortável na tabela de classificação com 22 pontos, quatro a mais que o oitavo colocado, posição limite para classificar-se para a próxima fase.

Até o técnico Sérgio Soares, que chegou a afirmar que a liderança da Série B era uma obsessão, já demonstra uma postura diferente. "Sabíamos que num campeonato equilibrado com este que estamos disputando, depois de 10 rodadas uma oscilação seria possível. As demais equipes estão se ajustando, então a tendência é que o nível fique mais competitivo a cada jogo", afirmou. A vantagem de terminar a primeira fase como líder seria uma suposta tranqüilidade no quadrangular semifinal, quando os adversários seriam os quarto, quinto e oitavo colocados. Na outra chave ficam agrupados os clubes que ocuparem as segunda, terceira, sexta e sétima posições.

Na terceira colocação, Soares não quer distanciar-se do líder Santa Cruz e planeja mais três pontos no próximo jogo, domingo diante o Náutico no estádio Bruno José Daniel. "Seguimos nosso caminho, pensando na classificação. Contra o Náutico, até pelo fato de jogarmos em casa com o apoio da torcida, o empate não nos interessa", afirmou.

O treinador também ressalta o valor psicológico de uma vitória, depois de um jejum de três partidas sem conseguir triunfar. "Quando você não vence, é porque tem alguma coisa errada", disse. "Mas um resultado positivo é importante para elevar a moral do grupo. E assim podemos seguir nosso trabalho com mais tranqüilidade".

Desfalque – Para o jogo contra o Náutico, Sérgio Soares não poderá contar com o zagueiro Diego Padilha, expulso diante do Guarani, que terá de cumprir suspensão. Se optar pela manutenção do esquema 3-5-2, o treinador deverá escalar Da Guia para formar o trio de zaga ao lado de Dedimar e Maxssandro. "Temos uma semana para definir a melhor formação. Mas o grupo é forte e tem peças de reposição que podem manter a qualidade", disse Sérgio Soares.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;