Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Por salário atrasado, Sindserv e governo se reúnem hoje


Cynthia Tavares
Do Diário do Grande ABC

08/01/2013 | 07:00


O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de Ribeirão Pires se reúne hoje com o secretário de Administração, José Vicente de Abreu, para tentar resolver o atraso no pagamento de 400 servidores municipais referente ao mês de dezembro. O acerto financeiro com os 370 professores que não tiveram as férias acertadas também será discutido no encontro.

O ex-prefeito Clóvis Volpi (PV) não pagou os funcionários que tinham mais de R$ 1.200 líquidos para receber no dia 30 - valor referente à segunda parcela do subsídio. Todos os diretores das escolas municipais e os médicos foram afetados com ausência do depósito.

A presidente do Sindserv na cidade, Dalva Rodrigues, afirmou que o adiantamento do salário marcado para ser quitado no dia 15 será discutido na reunião. A sindicalista quer garantias da administração de que os 3.899 funcionários receberão no dia certo.

A insegurança toma conta dos servidores municipais. O sindicato não descartou a possibilidade de recorrer à Justiça para garantir que os 400 funcionários afetados recebam o quanto antes o vencimento atrasado.

A Prefeitura informou que não sabe qual é a pauta da reunião de hoje, pois o encontro foi solicitado pelo Sindserv. O Paço não adiantou se alguma proposta de parcelamento dos atrasados será feita e nem garantiu que o depósito do dia 15 será realizado normalmente.

O prefeito Saulo Benevides (PMDB) não deve participar do encontro, apesar de o Sindserv ter solicitado a presença do peemedebista.

Antes de deixar o cargo e de não quitar a segunda parcela dos subsídios dos funcionários, Volpi citava problemas financeiros no Paço. Ele calculava deficit de R$ 10,5 milhões, mas técnicos da atual administração trabalham com passivo de no mínimo R$ 30 milhões.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;