Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rota captura chefe do tráfico carioca no Jardim Campanário

Inácio de Castro Silva, o Canelão, vivia no bairro há pelo menos dois anos


Rafael Ribeiro
do Diário do Grande ABC

04/08/2012 | 07:00


Uma denúncia anônima feita ao Disque-Denúncia, levou policiais militares da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar), da Capital, a capturar na madrugada de ontem, no Jardim Campanário, em Diadema, Inácio de Castro Silva, 33 anos. Conhecido como Canelão, ele era chefe do tráfico de drogas da Rocinha, favela do Rio de Janeiro.

Silva morava em sobrado do bairro há pelo menos dois anos, onde trabalhava, segundo os policiais, em um supermercado. Havia uma recompensa de R$ 2.000 das autoridades fluminenses por informações que levassem à sua prisão. Ao ser detido, mostrou identidade falsa, mas foi reconhecido pelas fotos. Não foram encontradas drogas nem armas dentro da casa.

O traficante é procurado desde 2001. Em 2005, executou um rival pelo poder do tráfico na comunidade e foi preso dois anos depois. Saiu da prisão em 2008, mas foi expulso do Rio por Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem da Rocinha, antigo líder de facção criminosa fluminense e que era seu principal padrinho no mundo do crime.

O império de Canelão na Rocinha durou cerca de oito anos. Ele foi o sucessor de Erismar Rodrigues, o Bem-te-vi, antigo chefe, que foi morto em confronto com a polícia local. Silva foi transferido para o Rio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;