Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Israel Santana recua e diz que fica no PFL


Gislayne Jacinto
Da Redaçao

29/09/1999 | 20:17


O presidente da Câmara de Santo André, Israel Santana, recuou e decidiu permanecer no PFL, mesmo contra a vontade da direçao municipal do partido. Santana só ficou no PFL devido a uma decisao da Executiva Estadual, que negou pedido de expulsao feita por pefelistas andreenses com base em denúncias contra sua gestao à frente da presidência do Legislativo. O vereador é investigado por duas CPIs (Comissoes Parlamentares de Inquérito) na Câmara.

Na semana passada, Santana havia decido abandonar o partido. "Estou no PFL há 15 anos. Todos conhecem a minha idoneidade." Santana disse que ficou feliz em saber que a Executiva nao aceitou a sua desfiliaçao. "Na semana passada, conversei com os senadores Antonio Carlos Magalhaes e Romeu Tuma, com o deputado federal Gilberto Kassab e com o presidente estadual do partido Cláudio Lembo. Todos deram apoio à minha permanência no partido", disse.

O presidente do PFL em Santo André, Roberto Nasser Turcao, disse que vai respeitar a decisao da direçao estadual.

A CPI que apura supostas irregularidades na compra de um painel eletrônico e a reforma na sede do Legislativo ouviu nesta quarta Vanderlei de Souza Barbeiro, diretor da empresa Gimenez Nakazone, vencedora da licitaçao para a compra do equipamento.

A CPI do painel apura uma eventual combinaçao entre as empresas, o que é proibido por lei. Barbeiro confirmou que tem ligaçao com a Micromática, outra participante da licitaçao, mas negou qualquer relaçao com a empresa Estampa. "Nós somos parceiros da Micromática porque ela é fabricante do produto. Nao temos nada a ver com a Estampa", afirmou.

Barbeiro disse ter estranhado a polêmica em torno da compra do equipamento. "Temos informaçoes de outras câmaras que pagaram mais pelos painéis." O preço do painel de Santo André, que custou R$ 66,6 mil, está sendo considerado superfaturado, já que a Câmara de Sao Bernardo pagou R$ 23 mil a menos por equipamento similar.

O novo integrante da comissao, em substituiçao ao vereador Márcio Pereira (PSDB), que renunciou ao cargo de relator na terça, é Carlos Raposo (PSDB).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel Santana recua e diz que fica no PFL

Gislayne Jacinto
Da Redaçao

29/09/1999 | 20:17


O presidente da Câmara de Santo André, Israel Santana, recuou e decidiu permanecer no PFL, mesmo contra a vontade da direçao municipal do partido. Santana só ficou no PFL devido a uma decisao da Executiva Estadual, que negou pedido de expulsao feita por pefelistas andreenses com base em denúncias contra sua gestao à frente da presidência do Legislativo. O vereador é investigado por duas CPIs (Comissoes Parlamentares de Inquérito) na Câmara.

Na semana passada, Santana havia decido abandonar o partido. "Estou no PFL há 15 anos. Todos conhecem a minha idoneidade." Santana disse que ficou feliz em saber que a Executiva nao aceitou a sua desfiliaçao. "Na semana passada, conversei com os senadores Antonio Carlos Magalhaes e Romeu Tuma, com o deputado federal Gilberto Kassab e com o presidente estadual do partido Cláudio Lembo. Todos deram apoio à minha permanência no partido", disse.

O presidente do PFL em Santo André, Roberto Nasser Turcao, disse que vai respeitar a decisao da direçao estadual.

A CPI que apura supostas irregularidades na compra de um painel eletrônico e a reforma na sede do Legislativo ouviu nesta quarta Vanderlei de Souza Barbeiro, diretor da empresa Gimenez Nakazone, vencedora da licitaçao para a compra do equipamento.

A CPI do painel apura uma eventual combinaçao entre as empresas, o que é proibido por lei. Barbeiro confirmou que tem ligaçao com a Micromática, outra participante da licitaçao, mas negou qualquer relaçao com a empresa Estampa. "Nós somos parceiros da Micromática porque ela é fabricante do produto. Nao temos nada a ver com a Estampa", afirmou.

Barbeiro disse ter estranhado a polêmica em torno da compra do equipamento. "Temos informaçoes de outras câmaras que pagaram mais pelos painéis." O preço do painel de Santo André, que custou R$ 66,6 mil, está sendo considerado superfaturado, já que a Câmara de Sao Bernardo pagou R$ 23 mil a menos por equipamento similar.

O novo integrante da comissao, em substituiçao ao vereador Márcio Pereira (PSDB), que renunciou ao cargo de relator na terça, é Carlos Raposo (PSDB).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;