Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 12 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Caldeirão santista não assusta Cássio na Libertadores

Para golçeiro, o campo pequeno pode ajudar o time do Parque São Jorge


da Redação

31/05/2012 | 07:00


A escolha pelo Santos da Vila Belmiro para sediar a primeira partida pelas semifinais da Libertadores não assustou os jogadores do Corinthians. Pelo contrário. De acordo com o goleiro Cássio, o fato de o campo ser pequeno pode ajudar o time do Parque São Jorge a conquistar bom resultado no jogo de ida, no dia 13.

"Já esperava que seria lá pela força que o Santos tem em casa. Pode ajudar (o Timão). É campo pequeno, mas muito bom. Nosso time tem bom toque de bola. A dimensão menor ajuda a acertar a marcação, a encurtar os espaços", declarou o arqueiro alvinegro.

Embora seja considerada alçapão, a Vila Belmiro tem medidas maiores que as do Pacaembu. O campo do Peixe mede 105,8 m x 70,3, contra 104 m x 68 m do estádio municipal paulistano. Já o Morumbi tem 108,5 m x 72,7 m. Nem mesmo a pressão dos torcedores santistas assusta o goleiro.

Sabendo das dificuldades que os adversários enfrentam quando atuam no local, onde a torcida fica bem próxima aos atletas e exerce forte pressão, Cássio disse que o time enfrentou situação parecida exatamente na mesma competição, nas oitavas de final, contra o Emelec, no Estádio George Capwell, no Equador.

"As dimensões do campo são parecidas com as do Emelec. É o mesmo estilo, campo pequeno, curto. Nosso time se portou bem lá (no Equador) e tem totais condições de sair com bom resultado (da Vila)", analisou Cássio.

 

RAMON

Embora o Flamengo dê como certa a contratação do lateral-esquerdo Ramon, a diretoria do Corinthians não confirma a transação e ainda faz ressalva. De acordo com o diretor adjunto de futebol, Duílio Monteiro Alves, nenhum jogador vai deixar o clube antes do fim da Libertadores.

Reserva imediato de Fábio Santos, Ramon será titular no duelo contra o Figueirense pelo Campeonato Brasileiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caldeirão santista não assusta Cássio na Libertadores

Para golçeiro, o campo pequeno pode ajudar o time do Parque São Jorge

da Redação

31/05/2012 | 07:00


A escolha pelo Santos da Vila Belmiro para sediar a primeira partida pelas semifinais da Libertadores não assustou os jogadores do Corinthians. Pelo contrário. De acordo com o goleiro Cássio, o fato de o campo ser pequeno pode ajudar o time do Parque São Jorge a conquistar bom resultado no jogo de ida, no dia 13.

"Já esperava que seria lá pela força que o Santos tem em casa. Pode ajudar (o Timão). É campo pequeno, mas muito bom. Nosso time tem bom toque de bola. A dimensão menor ajuda a acertar a marcação, a encurtar os espaços", declarou o arqueiro alvinegro.

Embora seja considerada alçapão, a Vila Belmiro tem medidas maiores que as do Pacaembu. O campo do Peixe mede 105,8 m x 70,3, contra 104 m x 68 m do estádio municipal paulistano. Já o Morumbi tem 108,5 m x 72,7 m. Nem mesmo a pressão dos torcedores santistas assusta o goleiro.

Sabendo das dificuldades que os adversários enfrentam quando atuam no local, onde a torcida fica bem próxima aos atletas e exerce forte pressão, Cássio disse que o time enfrentou situação parecida exatamente na mesma competição, nas oitavas de final, contra o Emelec, no Estádio George Capwell, no Equador.

"As dimensões do campo são parecidas com as do Emelec. É o mesmo estilo, campo pequeno, curto. Nosso time se portou bem lá (no Equador) e tem totais condições de sair com bom resultado (da Vila)", analisou Cássio.

 

RAMON

Embora o Flamengo dê como certa a contratação do lateral-esquerdo Ramon, a diretoria do Corinthians não confirma a transação e ainda faz ressalva. De acordo com o diretor adjunto de futebol, Duílio Monteiro Alves, nenhum jogador vai deixar o clube antes do fim da Libertadores.

Reserva imediato de Fábio Santos, Ramon será titular no duelo contra o Figueirense pelo Campeonato Brasileiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;