Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Grande ABC recicla 380 mil lâmpadas

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Postos de coleta seguem abertos na quarentena; em todo o País já foram recolhidas 1.000 toneladas


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

02/06/2020 | 00:01


O programa Reciclus (Associação Brasileira para a Gestão da Logística Reversa), que recolhe e encaminha para reciclagem lâmpadas de uso doméstico, como fluorescentes compactas e tubulares; de vapor de mercúrio, sódio ou metálico, entre outros, já recolheu 380 mil unidades no Grande ABC. Foram 55.596 quilos de produto entregues em um dos 41 pontos de coleta da região. A empresa é uma organização civil sem fins lucrativos.

Em todo o País, já foram recolhidas 1.000 toneladas de lâmpadas, que depois de ter seus componentes separados e descontaminados, são enviadas para indústria de reciclagem e reutilização. O analista de sustentabilidade da Reciclus, Gabriel Monti, explicou que a iniciativa garante que 100% do material seja reciclado, evitando a contaminação do solo. 

“O vidro é descontaminado e encaminhado para indústria de cerâmica, alumínio e latão, são fundidos e enviados para indústria automobilística, entre outras; o pó fosfórico, já sem mercúrio, é encaminhado para coprocessamento. Quando conseguimos recuperar o mercúrio ele é encaminhado para produção de cimento e fabricações químicas. Os resíduos de plástico também são granulados e revendidos”, detalhou.

Por ser um processo altamente industrializado, a reciclagem de lâmpadas não envolve a atuação de cooperativas de catadores. “Este ano estamos procurando estabelecer maiores alternativas ao programa e temos a vontade e o desejo de conhecer o trabalho das cooperativas”, pontuou Monti.

O analista destacou que a quarentena e o fechamento de alguns comércios onde existem pontos de coleta fizeram com que a arrecadação fosse levemente reduzida desde abril, mas reforça com os consumidores que as lâmpadas não devem ser descartadas no lixo comum e aconselha que elas sejam guardadas em local seguro até a reabertura dos locais. “A gente espera nos próximos meses, quando tudo voltar ao normal, continuar e ampliar esse trabalho”, concluiu.

A relação completa dos pontos de coleta pode ser consultada no link https://reciclus.org.br/lista-de-pontos-de-coleta.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;