Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Renata Domiguez, a camaleônica


Gabriela Germano
Da TV Press

18/06/2006 | 08:12


Renata Dominguez vive a expectativa de encarar a primeira protagonista de sua carreira. Na novela Bicho do Mato, que estréia na Record em julho, ela será Cecília, uma mulher de atitude, que corre atrás do que deseja. Guerreira, ela opta por cursar Medicina e exerce sua profissão sempre com uma preocupação social, lutando pela melhoria da qualidade de vida em tribos indígenas. “Ela é uma pessoa decidida, forte. Não é aquela protagonista que passa a história inteira chorando. Acho isso bom”, comemora a atriz.

Não é só o perfil de Cecília, no entanto, que deixa Renata animada. A trama tem um núcleo na cidade grande, mas também vai mostrar muitas situações que se passam no Pantanal. Isso exigiu que a atriz se deslocasse com a equipe para o Mato Grosso. E essas viagens rendem sempre muitas experiências boas – e curiosas – para contar. Além da companhia de um tucano nos cafés da manhã, cobras dentro de mala e jacarés por todos os lados, é preciso voar em um avião bimotor para gravar algumas cenas. “Não tenho problema com mato, pois cresci em Goiás. O difícil foi enfrentar algumas manobras dentro daquele avião. Enjoei e cheguei a passar mal. Mas o visual de lá de cima é deslumbrante”, consola-se.

Apesar da iniciação da atriz ter acontecido em Malhação, da Globo, foi na Record que ela viu sua carreira deslanchar. Bicho do Mato é o terceiro trabalho seguido da atriz na emissora. Depois de viver a vilã Branca, em A Escrava Isaura, Renata participou daquele que pode ser considerado o maior sucesso teledramatúrgico da emissora, a novela Prova de Amor. Para incorporar Patrícia Lopo, ela precisou emagrecer nove quilos, encarar muita malhação e manter um bronzeado que nunca teve antes.

O sucesso foi grande. Justamente em uma cena que contou com a presença dela, o folhetim deu o seu maior pico de audiência. “Foi no dia 18 de fevereiro. O presidente da Record até me ligou. Eu nem acreditava”, confessa. Por causa de Cecília, a atriz foi obrigada a mudar o visual novamente. Além de um megahair nos cabelos, ela volta a ficar com a pele mais clara. “O Thiago Santiago encontrou uma definição perfeita para mim: camaleônica”, afirma.

Se, por um lado, os constantes convites para compor o elenco das tramas representam o reconhecimento do trabalho, existe também o perigo de um desgaste da imagem ao ficar tanto tempo direto no ar. Mas Renata acredita que não é necessário se preocupar. “Seria complicado fazer novelas seguidas se eu aparecesse sempre igual. Mas minha aparência muda tanto que muita gente acaba nem me reconhecendo. O público se surpreende porque as mudanças são radicais”, explica.

Dividida – Na trama que começa em breve, Cecília se dividirá entre uma relação carinhosa com Emílio, interpretado por Marcos Mion, e um romance complicado com Juba, vivido por André Bankoff. Sobre a responsabilidade de ser protagonista, Renata diz que isso não lhe traz preocupação. “A única diferença é a quantidade de cenas que tenho para decorar. Minha dedicação será a mesma. Protagonista é apenas um rótulo”, minimiza. Orgulhosa por fazer parte do crescimento da Record na teledramaturgia, Renata faz questão de destacar que sempre acreditou no potencial da emissora. Mas realmente não imaginava que o desenvolvimento aconteceria de maneira tão rápida. “Vir para a Record hoje é fácil, pois já há algo consolidado. Mas quando cheguei, metade do elenco era de novatos. Poucos tiveram coragem de apostar”, alfineta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;