Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Fujimori nao renunciou, diz primeiro-ministro peruano


Do Diário do Grande ABC

18/09/2000 | 08:16


O primeiro-ministro peruano Federico Salas disse na noite de domingo que o presidente Alberto Fujimori nao renunciou, e que ficará no comando do governo até que o Congresso tome as medidas necessárias para que possa ser concretizada a proposta presidencial de novas eleiçoes o mais rapidamente possível.

Sobre o paradeiro do controvertido assessor presidencial Vladimiro Montesinos, Salas disse que está no Peru, a disposiçao da Justiça, mas que nao está preso.

Numa fita de vídeo difundida na quinta-feira passada observa-se Montesinos entregando US$ 15 mil a um congressista, que era da oposiçao e que passou para o oficialismo, fato classificado de flagrante de corrupçao, e que precipitou o anúncio de Fujimori de convocar novas eleiçoes-gerais o mais rapidamente possível.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fujimori nao renunciou, diz primeiro-ministro peruano

Do Diário do Grande ABC

18/09/2000 | 08:16


O primeiro-ministro peruano Federico Salas disse na noite de domingo que o presidente Alberto Fujimori nao renunciou, e que ficará no comando do governo até que o Congresso tome as medidas necessárias para que possa ser concretizada a proposta presidencial de novas eleiçoes o mais rapidamente possível.

Sobre o paradeiro do controvertido assessor presidencial Vladimiro Montesinos, Salas disse que está no Peru, a disposiçao da Justiça, mas que nao está preso.

Numa fita de vídeo difundida na quinta-feira passada observa-se Montesinos entregando US$ 15 mil a um congressista, que era da oposiçao e que passou para o oficialismo, fato classificado de flagrante de corrupçao, e que precipitou o anúncio de Fujimori de convocar novas eleiçoes-gerais o mais rapidamente possível.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;