Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Fátima Bernardes trava o pescoço ao dobrar lençol no Encontro e fala sobre casamento

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/06/2020 | 13:10


O programa Sterblitch não tem um Talk Show: o Talk Show da última terça-feira, dia 16, entregou uma participação muito querida! Fátima Bernardes foi entrevistada por Eduardo Sterblitch direto de sua casa e, na companhia de Túlio Gadêlha, deu detalhes sobre o relacionamento e sua vida pessoal.

A apresentadora, que ficou pouco mais de dois meses longe do Encontro, começou falando sobre sua rotina agora com a volta do programa:

- Eu acordo entre 6:30 e 6:45. É só um banho rápido. Chegando na Globo, por volta de 7:30, eu já vou tomando café. É uma das minhas refeições preferidas. Gosto de comer pão, tapioca...

Segundo Fátima, voltar a trabalhar durante a pandemia do novo coronavírus foi diferente:

- Quando voltamos, tive a sensação de que era um outro programa. No Encontro a plateia não é só espectadora, ela participa o tempo inteiro. Muita coisa é derrubada pelas histórias que essas pessoas trazem e agora não temos a cereja do bolo, disse.

Sobre o carinho que recebe dos telespectadores, ela declarou:

- Me sinto muito amada, acarinhada. As pessoas são generosas, muito gentis e doces na aproximação comigo, sempre têm alguma coisa bacana para dizer... Até por isso estou sentindo tanta falta da plateia no programa, aquilo dá uma amostra de como está em casa.

Fátima não falou apenas sobre seu trabalho no bate-papo. O relacionamento com Túlio Gadêlha também virou assunto e e ela relembrou o primeiro encontro do casal:

- Gosto muito dos presentes dele porque são pensados para mim. Ficamos quase 40 dias trocando mensagem e sempre terminávamos com uma flor. Ele dizia que um dia a flor seria de verdade e, quando nos encontramos pela primeira vez, Túlio me deu uma rosa galvanizada, que está comigo até hoje. E também gosto de um anel quando completamos 1 ano e 6 meses, um símbolo!

Questionada sobre a possibilidade de um casamento, Fátima disse:

- As pessoas perguntam muito sobre casamento, mas porque precisa ter esse nome, esse rótulo. A gente já está junto o máximo de tempo possível e é isso.

Em seguida, Edu aproveitou o momento para citar Regina Navarro Lins, que diz que o amor romântico já era, o amor livre é o futuro. Sobre a frase, a apresentadora declarou:

- Não sei se vou me preparar assim pra esse amor livre, ainda sou um pouco mais romântica. Tenho um pouco esse lado. Sou de outra época.

Já no final da entrevista, Fátima revelou cinco curiosidades pessoais. Para começar a apresentadora falou sobre como foi seu Carnaval 2020.

- O Carnaval de Pernambuco foi uma novidade que o Túlio trouxe pra mim. Eu amei, esse ano foi incrível. Toquei no maracatu, fui pra bloco em Recife, em Olinda, fui pra baile. Nós dois já temos um armário só de fantasias. Eu achei isso muito legal lá, é muita produção.

Na sequência, saúde mental veio à tona:

- Faço terapia de 15 em 15 dias. Estou me sentindo em uma manutenção, sabe? Mas ele [psicólogo] que não me dê alta.

Fátima também contou que não bebe e o motivo é bem curioso!

- Eu não bebo porque não desenvolvi um paladar de adulto. Meu paladar é extremamente infantil. Gosto de coisa doce. Nunca tomei um copo de whisky, um chopp. Um suco de uva, vale?

Questionada sobre a entrevista dos sonhos, ela declarou:

- Já fiz pequenas entrevistas com a Bethânia, mas eu adoraria recebê-la no programa. Conversei com ela sobre isso no Carnaval, acho que vai rolar.

Por fim, Fátima falou sobre seu gosto musical.

- Ouço de tudo. Gosto muito de música brasileira. Não tenho preconceito com nenhum tipo de música e depende muito do meu dia.

Encontro

No encontro desta quarta-feira, dia 17, aliás, a apresentadora mostrou que é gente como a gente ao tentar dobrar um lençóis com elástico ao vivo!

- Para mim é impossível. Não tem condição. Já fico confusa quando coloco ele para secar. Já sai da máquina [de lavar] confuso, declarou ela.

Sem sucesso, Fátima afirmou:

- É melhor tirar o lençol direto do varal e colocar na cama. Não tem nem que passar. Não passa não. Ele está sempre amarrotado mesmo.

Depois de tentar dobrar, revelou:

- Nossa, deu um jeito no pescoço aqui. Esse lado está doendo. Sem contar que sujei o lençol todo de maquiagem. Ainda bem que, em casa, a gente faz sem maquiagem.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fátima Bernardes trava o pescoço ao dobrar lençol no Encontro e fala sobre casamento


17/06/2020 | 13:10


O programa Sterblitch não tem um Talk Show: o Talk Show da última terça-feira, dia 16, entregou uma participação muito querida! Fátima Bernardes foi entrevistada por Eduardo Sterblitch direto de sua casa e, na companhia de Túlio Gadêlha, deu detalhes sobre o relacionamento e sua vida pessoal.

A apresentadora, que ficou pouco mais de dois meses longe do Encontro, começou falando sobre sua rotina agora com a volta do programa:

- Eu acordo entre 6:30 e 6:45. É só um banho rápido. Chegando na Globo, por volta de 7:30, eu já vou tomando café. É uma das minhas refeições preferidas. Gosto de comer pão, tapioca...

Segundo Fátima, voltar a trabalhar durante a pandemia do novo coronavírus foi diferente:

- Quando voltamos, tive a sensação de que era um outro programa. No Encontro a plateia não é só espectadora, ela participa o tempo inteiro. Muita coisa é derrubada pelas histórias que essas pessoas trazem e agora não temos a cereja do bolo, disse.

Sobre o carinho que recebe dos telespectadores, ela declarou:

- Me sinto muito amada, acarinhada. As pessoas são generosas, muito gentis e doces na aproximação comigo, sempre têm alguma coisa bacana para dizer... Até por isso estou sentindo tanta falta da plateia no programa, aquilo dá uma amostra de como está em casa.

Fátima não falou apenas sobre seu trabalho no bate-papo. O relacionamento com Túlio Gadêlha também virou assunto e e ela relembrou o primeiro encontro do casal:

- Gosto muito dos presentes dele porque são pensados para mim. Ficamos quase 40 dias trocando mensagem e sempre terminávamos com uma flor. Ele dizia que um dia a flor seria de verdade e, quando nos encontramos pela primeira vez, Túlio me deu uma rosa galvanizada, que está comigo até hoje. E também gosto de um anel quando completamos 1 ano e 6 meses, um símbolo!

Questionada sobre a possibilidade de um casamento, Fátima disse:

- As pessoas perguntam muito sobre casamento, mas porque precisa ter esse nome, esse rótulo. A gente já está junto o máximo de tempo possível e é isso.

Em seguida, Edu aproveitou o momento para citar Regina Navarro Lins, que diz que o amor romântico já era, o amor livre é o futuro. Sobre a frase, a apresentadora declarou:

- Não sei se vou me preparar assim pra esse amor livre, ainda sou um pouco mais romântica. Tenho um pouco esse lado. Sou de outra época.

Já no final da entrevista, Fátima revelou cinco curiosidades pessoais. Para começar a apresentadora falou sobre como foi seu Carnaval 2020.

- O Carnaval de Pernambuco foi uma novidade que o Túlio trouxe pra mim. Eu amei, esse ano foi incrível. Toquei no maracatu, fui pra bloco em Recife, em Olinda, fui pra baile. Nós dois já temos um armário só de fantasias. Eu achei isso muito legal lá, é muita produção.

Na sequência, saúde mental veio à tona:

- Faço terapia de 15 em 15 dias. Estou me sentindo em uma manutenção, sabe? Mas ele [psicólogo] que não me dê alta.

Fátima também contou que não bebe e o motivo é bem curioso!

- Eu não bebo porque não desenvolvi um paladar de adulto. Meu paladar é extremamente infantil. Gosto de coisa doce. Nunca tomei um copo de whisky, um chopp. Um suco de uva, vale?

Questionada sobre a entrevista dos sonhos, ela declarou:

- Já fiz pequenas entrevistas com a Bethânia, mas eu adoraria recebê-la no programa. Conversei com ela sobre isso no Carnaval, acho que vai rolar.

Por fim, Fátima falou sobre seu gosto musical.

- Ouço de tudo. Gosto muito de música brasileira. Não tenho preconceito com nenhum tipo de música e depende muito do meu dia.

Encontro

No encontro desta quarta-feira, dia 17, aliás, a apresentadora mostrou que é gente como a gente ao tentar dobrar um lençóis com elástico ao vivo!

- Para mim é impossível. Não tem condição. Já fico confusa quando coloco ele para secar. Já sai da máquina [de lavar] confuso, declarou ela.

Sem sucesso, Fátima afirmou:

- É melhor tirar o lençol direto do varal e colocar na cama. Não tem nem que passar. Não passa não. Ele está sempre amarrotado mesmo.

Depois de tentar dobrar, revelou:

- Nossa, deu um jeito no pescoço aqui. Esse lado está doendo. Sem contar que sujei o lençol todo de maquiagem. Ainda bem que, em casa, a gente faz sem maquiagem.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;