Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

José Augusto promete fiscalizar gestao de Filippi


Juliana Finardi
Da Redaçao

30/10/2000 | 00:49


O candidato derrotado à Prefeitura de Diadema, José Augusto da Silva Ramos (PPS), disse no domingo vai fiscalizar o governo do petista José de Filippi Jr., que venceu as eleiçoes com uma diferença de 9.895 votos. "Se ele roubar a Prefeitura, coloco-o na cadeia. Esse canalha vai ter um adversário em cima dele o tempo todo", disse.

José Augusto também afirmou que a campanha do segundo turno na cidade foi "o jogo mais sujo" que ele viu em toda a sua vida. "O PT nao ganhou. Eles jogaram sujo. Eu teria vergonha de ganhar do jeito que eles ganharam. Durante a campanha, lutei contra o dinheiro, a calúnia e a difamaçao. Ele (Filippi) usou a mesma arma que a direita usou contra o Lula quando diziam que ele ia tomar a poupança e tomar apartamentos. É um partido sujo", disse.

Quanto aos planos para o futuro, José Augusto afirmou que vai continuar com o trabalho de deputado estadual.

José Augusto votou neste domingo, às 11h33, na EEPG José Mauro de Vasconcelos, em ritmo de já ganhou. Acompanhado pelo líder do PPS no Congresso, Joao Herman, e pelo presidente estadual de seu partido, Arnaldo Jardim, o candidato concedeu entrevista coletiva aos jornalistas que o acompanharam na votaçao. Durante a entrevista, chegou a fazer planos para o primeiro dia de mandato. "Vou organizar a equipe e melhorar a Saúde."

Ainda durante a entrevista, José Augusto também falou sobre suas realizaçoes na cidade. "Meu governo foi muito dinâmico. Fiz com que Diadema deixasse de ser a cidade das favelas para ser uma cidade bonita. O patinho feio do ABC se transformou numa princesa", disse.

Ao sair do colégio em que votou, o candidato foi acompanhado até o carro por um grupo de militantes que faziam boca de urna no local. Petistas e socialistas enfrentaram-se em bate boca, mas nada grave chegou a acontecer. Antes de José Augusto chegar ao colégio, a Polícia Militar havia pedido que os "boqueiros" respeitassem a distância permitida pela lei, mas o pedido nao foi atendido.

O candidato almoçou em um restaurante de comida oriental no Centro da cidade, o mesmo em que Filippi chegou a entrar, mas desistiu quando soube que o adversário estava no local. Durante o restante do dia, José Augusto visitou os principais locais de votaçao.

No final da tarde, José Augusto acompanharia a apuraçao dos votos na sede do diretório municipal do PPS, mas preferiu ficar em casa. Só por volta das 21h é que se dirigiu ao diretório. A militância que acompanhou a apuraçao pela TV chegou a comemorar vitória quando José Augusto aparecia na liderança com 8,87% das urnas apuradas. Até o final da noite, os militantes foram deixando o local onde o clima era de derrota.

"A luta continua" era o que se ouvia entre os militantes que permaneceram no diretório. Aplaudido ao chegar no local, José Augusto fez questao de cumprimentar todos os presentes e consolar os que choravam a derrota.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

José Augusto promete fiscalizar gestao de Filippi

Juliana Finardi
Da Redaçao

30/10/2000 | 00:49


O candidato derrotado à Prefeitura de Diadema, José Augusto da Silva Ramos (PPS), disse no domingo vai fiscalizar o governo do petista José de Filippi Jr., que venceu as eleiçoes com uma diferença de 9.895 votos. "Se ele roubar a Prefeitura, coloco-o na cadeia. Esse canalha vai ter um adversário em cima dele o tempo todo", disse.

José Augusto também afirmou que a campanha do segundo turno na cidade foi "o jogo mais sujo" que ele viu em toda a sua vida. "O PT nao ganhou. Eles jogaram sujo. Eu teria vergonha de ganhar do jeito que eles ganharam. Durante a campanha, lutei contra o dinheiro, a calúnia e a difamaçao. Ele (Filippi) usou a mesma arma que a direita usou contra o Lula quando diziam que ele ia tomar a poupança e tomar apartamentos. É um partido sujo", disse.

Quanto aos planos para o futuro, José Augusto afirmou que vai continuar com o trabalho de deputado estadual.

José Augusto votou neste domingo, às 11h33, na EEPG José Mauro de Vasconcelos, em ritmo de já ganhou. Acompanhado pelo líder do PPS no Congresso, Joao Herman, e pelo presidente estadual de seu partido, Arnaldo Jardim, o candidato concedeu entrevista coletiva aos jornalistas que o acompanharam na votaçao. Durante a entrevista, chegou a fazer planos para o primeiro dia de mandato. "Vou organizar a equipe e melhorar a Saúde."

Ainda durante a entrevista, José Augusto também falou sobre suas realizaçoes na cidade. "Meu governo foi muito dinâmico. Fiz com que Diadema deixasse de ser a cidade das favelas para ser uma cidade bonita. O patinho feio do ABC se transformou numa princesa", disse.

Ao sair do colégio em que votou, o candidato foi acompanhado até o carro por um grupo de militantes que faziam boca de urna no local. Petistas e socialistas enfrentaram-se em bate boca, mas nada grave chegou a acontecer. Antes de José Augusto chegar ao colégio, a Polícia Militar havia pedido que os "boqueiros" respeitassem a distância permitida pela lei, mas o pedido nao foi atendido.

O candidato almoçou em um restaurante de comida oriental no Centro da cidade, o mesmo em que Filippi chegou a entrar, mas desistiu quando soube que o adversário estava no local. Durante o restante do dia, José Augusto visitou os principais locais de votaçao.

No final da tarde, José Augusto acompanharia a apuraçao dos votos na sede do diretório municipal do PPS, mas preferiu ficar em casa. Só por volta das 21h é que se dirigiu ao diretório. A militância que acompanhou a apuraçao pela TV chegou a comemorar vitória quando José Augusto aparecia na liderança com 8,87% das urnas apuradas. Até o final da noite, os militantes foram deixando o local onde o clima era de derrota.

"A luta continua" era o que se ouvia entre os militantes que permaneceram no diretório. Aplaudido ao chegar no local, José Augusto fez questao de cumprimentar todos os presentes e consolar os que choravam a derrota.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;