Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

S.Bernardo troca técnico e aposta no ofensivo Sérgio Soares

Denis Maciel Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Diretoria alega queda no rendimento após três confrontos sem vitória e rescinde com Fonseca


Dérek Bittencourt

27/02/2016 | 07:00


A derrota para o Capivariano por 2 a 0, quarta-feira, no Interior, não foi bem digerida pelo São Bernardo. Tanto que, ontem, a diretoria resolveu trocar o comando técnico do time, que já não vencia há três rodadas no Paulista e acabou ingressando na zona de rebaixamento. Assim, Roberto Fonseca rescindiu – segundo o clube – de maneira “amigável” o vínculo e Sérgio Soares foi contratado.

A queda de produtividade do grupo foi o motivo alegado pelo presidente Luiz Fernando Teixeira para a modificação. “Começamos bem, fizemos boa partida contra o Santos, boa diante do Oeste, regular com o Botafogo, péssima contra o São Bento, horrível diante do Linense e com o Capivariano não sei nem como adjetivar. Então, o time veio em queda violenta e sentimos a necessidade de alterar para fazer a equipe produzir.”

Ontem mesmo, Soares comandou treino no período da tarde – que acabou mais cedo por conta da forte chuva na cidade. E, por aquilo que se viu, o time não terá apenas alterações nas peças, mas na postura: o Tigre vai mudar o esquema cauteloso por um ofensivo.

“Vou procurar implantar meu conceito de jogo. A ideia é fazer time que jogue para a frente, crie situações”, destacou Soares, que deverá optar por dois meias e dois atacantes – a equipe vinha atuando com um atleta em cada uma das posições.

Aos 49 anos, Sérgio Soares fecha o ciclo nos três clubes do Grande ABC, afinal além do Santo André, já dirigiu o São Caetano. “É prazer imenso estar de volta à região”, declarou. “Pretendo repetir principalmente o que fiz no Santo André. E depois de cinco anos (na verdade, seis), o São Bernardo me dá oportunidade de voltar a disputar o Paulista e que seja como da última vez, chegando na final, mas desta vez ganhando”, concluiu o treinador, em referência ao vice de 2010 pelo Ramalhão contra o Santos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Bernardo troca técnico e aposta no ofensivo Sérgio Soares

Diretoria alega queda no rendimento após três confrontos sem vitória e rescinde com Fonseca

Dérek Bittencourt

27/02/2016 | 07:00


A derrota para o Capivariano por 2 a 0, quarta-feira, no Interior, não foi bem digerida pelo São Bernardo. Tanto que, ontem, a diretoria resolveu trocar o comando técnico do time, que já não vencia há três rodadas no Paulista e acabou ingressando na zona de rebaixamento. Assim, Roberto Fonseca rescindiu – segundo o clube – de maneira “amigável” o vínculo e Sérgio Soares foi contratado.

A queda de produtividade do grupo foi o motivo alegado pelo presidente Luiz Fernando Teixeira para a modificação. “Começamos bem, fizemos boa partida contra o Santos, boa diante do Oeste, regular com o Botafogo, péssima contra o São Bento, horrível diante do Linense e com o Capivariano não sei nem como adjetivar. Então, o time veio em queda violenta e sentimos a necessidade de alterar para fazer a equipe produzir.”

Ontem mesmo, Soares comandou treino no período da tarde – que acabou mais cedo por conta da forte chuva na cidade. E, por aquilo que se viu, o time não terá apenas alterações nas peças, mas na postura: o Tigre vai mudar o esquema cauteloso por um ofensivo.

“Vou procurar implantar meu conceito de jogo. A ideia é fazer time que jogue para a frente, crie situações”, destacou Soares, que deverá optar por dois meias e dois atacantes – a equipe vinha atuando com um atleta em cada uma das posições.

Aos 49 anos, Sérgio Soares fecha o ciclo nos três clubes do Grande ABC, afinal além do Santo André, já dirigiu o São Caetano. “É prazer imenso estar de volta à região”, declarou. “Pretendo repetir principalmente o que fiz no Santo André. E depois de cinco anos (na verdade, seis), o São Bernardo me dá oportunidade de voltar a disputar o Paulista e que seja como da última vez, chegando na final, mas desta vez ganhando”, concluiu o treinador, em referência ao vice de 2010 pelo Ramalhão contra o Santos. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;