Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Com 15 anos, Victor arrasa em Interlagos


Caroline Ropero
Especial para o Diário

22/05/2011 | 07:00


Victor Franzoni, 15 anos, ainda não tem carteira de motorista, mas já é fera nas pistas. Ao ganhar a segunda etapa da Fórmula Futuro, tornou-se o mais jovem vencedor de uma corrida de campeonato brasileiro, realizada em autódromo. No entanto, buscar o pódio dessa competição é só o começo. "Meu sonho é a F-1." E o caminho é este. A Fórmula Futuro funciona como uma espécie de vestibular para a categoria máxima do automobilismo. O vencedor da temporada ganha estágio na Academia da Ferrari, na Itália.

A rotina de Victor é voltada à realização do seu sonho. De manhã, vai para o colégio, em Santo André, à tarde divide o tempo entre academia de ginástica, aulas de italiano e treino. "Preciso ter bom preparo físico porque o carro é muito pesado e exige esforço. Se não desenvolver a musculatura, não consigo completar a prova."

Como o inglês ele já domina, o italiano vai ajudá-lo na carreira de piloto na Europa, onde o automobilismo é muito reconhecido. No fim de semana também não tem moleza: treina kart. "Tem de ser dedicado. Não dá para ir à balada. Tenho de treinar, porque é o que eu quero na minha vida." A inspiração vem dos pilotos preferidos. "Gosto do estilo de Kamui Kobayashi e Felipe Massa, que são agressivos na pista. Tento fazer como eles."

A família sempre o apoiou. Começou a correr com 4 anos com o pai. Agora, ele e a mãe acompanham os treinos e dizem o que ele precisa melhorar. O resultado da prova foi uma surpresa para Victor. "Por ser minha primeira corrida em Fórmula, não esperava vencer. A emoção é grande."

A Fórmula Futuro começou no ano passado e é direcionada a iniciantes, que saem do kart e querem competir em autódromos. É preciso ter entre 15 e 18 anos e carteira de piloto da Confederação Brasileira de Automobilismo. Os participantes recebem instruções e aprendem técnicas de pilotagem. O custo é alto, cerca de R$ 200 mil por temporada. "Só consigo correr, porque tenho patrocinador e desconto porque fui campeão de kart."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;