Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Família homenageia jovem trans de S.Caetano

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em tratamento para transição de gênero, Richard Pereira junta dinheiro para realizar a retirada dos seios


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

13/10/2019 | 07:00


 Uma festa de aniversário, um churrasco em família, todos na piscina. A cena, comum a tantas pessoas, ganhou contornos emocionantes para o jovem Richard Alcântara Pereira, 22 anos, auxiliar de cozinha e morador de São Caetano. Em processo de transição de gênero, o rapaz não sabia ao certo como se portar diante da família em trajes de banho, já que seria a primeira ocasião desde que iniciou, há cinco meses, tratamento hormonal para transformar o seu corpo naquilo que sempre sonhou: o de um homem. Constrangido por usar fitas para cobrir os seios, Pereira foi surpreendido pelos tios e primos, que, num gesto de amor, também cobriram o peito com fitas.

A cena, filmada pela namorada de Pereira, a atendente Yuri Fernanda de Almeida, 23, durante o aniversário da mãe de Pereira, a motorista Rosinete Alcântara da Silva, 42, viralizou na internet. A festa foi realizada em Caçapava, cidade onde mora a família do jovem.

Pereira contou que havia ansiedade sobre qual seria a reação da família ao estar perto dele em trajes de banho. “Queria fazer uma foto sem camisa perto da piscina, então fiz rápido e fui para o banheiro, porque estava constrangido”, relembrou. 

O que Pereira não sabia era que o tio, o motorista Osvaldo de Melo Alcântara, 48, havia resolvido fazer a homenagem. “Quando saí do banheiro, minha mãe e várias pessoas vieram falar comigo e me seguraram na cozinha. Até que minha mãe disse que meu tio estava me chamando.” Ao sair para o quintal, foi surpreendido por todos os homens presentes na festa com as fitas cobrindo os peitos. “Foi a experiência mais linda que tive na vida.”

A aceitação familiar é uma das coisas que tem ajudado Pereira a seguir em frente, após enfrentar a depressão e a sensação de que não estava no corpo certo. “Muitas vezes me senti inútil, não sabia o que estava fazendo aqui. Não conseguia emprego, estava me afastando da minha mãe, me cortei e tentei suicídio”, contou. Com o apoio da família e da namorada, o rapaz iniciou o tratamento hormonal para a transição de gênero. “Por cinco meses procurei um endocrinologista no SUS (Sistema Único de Saúde), mas tive de recorrer a um médico particular”, explicou. Em 2017, ao assistir a novela global “A Força do Querer”, que tinha personagem que passou pela transição hormonal para se assumir como homem trans, Pereira se identificou. “Desde então tudo tem melhorado.”

Além do tratamento hormonal, Pereira está juntando dinheiro para a mastectomia (retirada dos seios) e se informando sobre como pode mudar os documentos para adotar definitivamente seu nome social. Ele lançou vaquinha online (http://vaka.me/749811) para angariar recursos para cirurgia e tratamento.

O tio, que mora em Guarulhos, afirmou que a ideia de homenagear o sobrinho surgiu de última hora. “É um garoto de ouro. É esforçado, trabalhador, tenho muito orgulho dele.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Família homenageia jovem trans de S.Caetano

Em tratamento para transição de gênero, Richard Pereira junta dinheiro para realizar a retirada dos seios

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

13/10/2019 | 07:00


 Uma festa de aniversário, um churrasco em família, todos na piscina. A cena, comum a tantas pessoas, ganhou contornos emocionantes para o jovem Richard Alcântara Pereira, 22 anos, auxiliar de cozinha e morador de São Caetano. Em processo de transição de gênero, o rapaz não sabia ao certo como se portar diante da família em trajes de banho, já que seria a primeira ocasião desde que iniciou, há cinco meses, tratamento hormonal para transformar o seu corpo naquilo que sempre sonhou: o de um homem. Constrangido por usar fitas para cobrir os seios, Pereira foi surpreendido pelos tios e primos, que, num gesto de amor, também cobriram o peito com fitas.

A cena, filmada pela namorada de Pereira, a atendente Yuri Fernanda de Almeida, 23, durante o aniversário da mãe de Pereira, a motorista Rosinete Alcântara da Silva, 42, viralizou na internet. A festa foi realizada em Caçapava, cidade onde mora a família do jovem.

Pereira contou que havia ansiedade sobre qual seria a reação da família ao estar perto dele em trajes de banho. “Queria fazer uma foto sem camisa perto da piscina, então fiz rápido e fui para o banheiro, porque estava constrangido”, relembrou. 

O que Pereira não sabia era que o tio, o motorista Osvaldo de Melo Alcântara, 48, havia resolvido fazer a homenagem. “Quando saí do banheiro, minha mãe e várias pessoas vieram falar comigo e me seguraram na cozinha. Até que minha mãe disse que meu tio estava me chamando.” Ao sair para o quintal, foi surpreendido por todos os homens presentes na festa com as fitas cobrindo os peitos. “Foi a experiência mais linda que tive na vida.”

A aceitação familiar é uma das coisas que tem ajudado Pereira a seguir em frente, após enfrentar a depressão e a sensação de que não estava no corpo certo. “Muitas vezes me senti inútil, não sabia o que estava fazendo aqui. Não conseguia emprego, estava me afastando da minha mãe, me cortei e tentei suicídio”, contou. Com o apoio da família e da namorada, o rapaz iniciou o tratamento hormonal para a transição de gênero. “Por cinco meses procurei um endocrinologista no SUS (Sistema Único de Saúde), mas tive de recorrer a um médico particular”, explicou. Em 2017, ao assistir a novela global “A Força do Querer”, que tinha personagem que passou pela transição hormonal para se assumir como homem trans, Pereira se identificou. “Desde então tudo tem melhorado.”

Além do tratamento hormonal, Pereira está juntando dinheiro para a mastectomia (retirada dos seios) e se informando sobre como pode mudar os documentos para adotar definitivamente seu nome social. Ele lançou vaquinha online (http://vaka.me/749811) para angariar recursos para cirurgia e tratamento.

O tio, que mora em Guarulhos, afirmou que a ideia de homenagear o sobrinho surgiu de última hora. “É um garoto de ouro. É esforçado, trabalhador, tenho muito orgulho dele.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;