Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

São Caetano abre 1.005 vagas por concurso, maior parte em Educação

Do total de postos, 120 cargos são para início imediato e 885 ficam para cadastro reserva


Fábio Martins
Do dgabc.com.br

19/12/2018 | 07:00


A Prefeitura de São Caetano, chefiada por José Auricchio Júnior (PSDB), formalizou a abertura de concurso público para preenchimento de 1.005 vagas no quadro de pessoal. O edital de número 02/18 foi publicado na edição de sexta-feira do Diário Oficial. Do total de funções incluídas no processo, 120 cargos são para início imediato e os outros 885 postos ficam de cadastro reserva. A maior parte das ocupações em jogo está direcionada para atuar na área de Educação. Na lista há 692 empregos para auxiliar de primeira infância, sendo 92 em vacância e 600 para reserva.

A remuneração de auxiliar é de R$ 2.000 salário base, com 33 horas de jornada de trabalho semanal, tendo Ensino Médio completo como exigência. Existem 70 postos (cadastro reserva) para professor nível 1 (Educação Infantil), com salário de R$ 11,02 hora/aula e pré-requisito de nível Superior com licenciatura em Pedagogia ou habilitação em magistério da Educação Infantil. Para inspetor de alunos são 30 cargos, com remuneração de R$ 2.000 e 44 horas semanais.

No rol também há 100 ocupações para merendeiras, sendo 20 para provimento imediato e 80 visando formar cadastro reserva, 14 de lactarista (dez imediatas), seis de arquivista, 12 de agente técnico em arquivo e 6 de analista jurídico de RH (Recursos Humanos) – maior remuneração do quadro, com salário de R$ 5.199 e 44 horas de jornada. As inscrições podem ser efetivadas até o dia 13 de janeiro de 2019, às 23h59. Encaminhado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, o processo seletivo está sob responsabilidade da empresa Dédalus Concursos.

O concurso engloba ainda espaços para professor nível 1 Ensino Fundamental – 1º ao 5º ano (30 postos) –, com salário de R$ 11,02 hora/aula, e professores nível 2 de Administração (2), Filosofia (4), Informática (12), Sociologia (2), Educação Física (12), espanhol (5), alemão (3) e italiano (5), todos para cadastro reserva e salário de R$ 12,09 hora/aula.

Questionado sobre a contratação dos novos profissionais, o Palácio da Cerâmica alegou que são funções técnicas para funcionamento do governo. “A necessidade é devido ao aumento da demanda de vagas e reposição de profissionais que se desligaram (de quadro de funcionários), e ainda pela necessidade de encerrar os contratos temporários do processo seletivo de 2017”, pontuou a administração tucana. Sobre o período para preencher as vagas de início imediato, a Prefeitura sustentou que a chamada se dará “tão logo o concurso seja concluído, respeitando-se os prazos dos procedimentos para contratação”.

O Paço possui aproximadamente 6.000 servidores públicos, despendendo quase R$ 500 milhões ao ano com salário de comissionados e efetivos. A quantidade de funcionários do quadro, segundo a Prefeitura, dependerá do fechamento do número de turmas e/ou aulas, que em parte depende dos dados das escolas quanto ao processo de recuperação final dos alunos, bem como da procura de vagas que no caso da Educação Infantil e Fundamental 1 permanecem abertas.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano abre 1.005 vagas por concurso, maior parte em Educação

Do total de postos, 120 cargos são para início imediato e 885 ficam para cadastro reserva

Fábio Martins
Do dgabc.com.br

19/12/2018 | 07:00


A Prefeitura de São Caetano, chefiada por José Auricchio Júnior (PSDB), formalizou a abertura de concurso público para preenchimento de 1.005 vagas no quadro de pessoal. O edital de número 02/18 foi publicado na edição de sexta-feira do Diário Oficial. Do total de funções incluídas no processo, 120 cargos são para início imediato e os outros 885 postos ficam de cadastro reserva. A maior parte das ocupações em jogo está direcionada para atuar na área de Educação. Na lista há 692 empregos para auxiliar de primeira infância, sendo 92 em vacância e 600 para reserva.

A remuneração de auxiliar é de R$ 2.000 salário base, com 33 horas de jornada de trabalho semanal, tendo Ensino Médio completo como exigência. Existem 70 postos (cadastro reserva) para professor nível 1 (Educação Infantil), com salário de R$ 11,02 hora/aula e pré-requisito de nível Superior com licenciatura em Pedagogia ou habilitação em magistério da Educação Infantil. Para inspetor de alunos são 30 cargos, com remuneração de R$ 2.000 e 44 horas semanais.

No rol também há 100 ocupações para merendeiras, sendo 20 para provimento imediato e 80 visando formar cadastro reserva, 14 de lactarista (dez imediatas), seis de arquivista, 12 de agente técnico em arquivo e 6 de analista jurídico de RH (Recursos Humanos) – maior remuneração do quadro, com salário de R$ 5.199 e 44 horas de jornada. As inscrições podem ser efetivadas até o dia 13 de janeiro de 2019, às 23h59. Encaminhado pela Secretaria de Planejamento e Gestão, o processo seletivo está sob responsabilidade da empresa Dédalus Concursos.

O concurso engloba ainda espaços para professor nível 1 Ensino Fundamental – 1º ao 5º ano (30 postos) –, com salário de R$ 11,02 hora/aula, e professores nível 2 de Administração (2), Filosofia (4), Informática (12), Sociologia (2), Educação Física (12), espanhol (5), alemão (3) e italiano (5), todos para cadastro reserva e salário de R$ 12,09 hora/aula.

Questionado sobre a contratação dos novos profissionais, o Palácio da Cerâmica alegou que são funções técnicas para funcionamento do governo. “A necessidade é devido ao aumento da demanda de vagas e reposição de profissionais que se desligaram (de quadro de funcionários), e ainda pela necessidade de encerrar os contratos temporários do processo seletivo de 2017”, pontuou a administração tucana. Sobre o período para preencher as vagas de início imediato, a Prefeitura sustentou que a chamada se dará “tão logo o concurso seja concluído, respeitando-se os prazos dos procedimentos para contratação”.

O Paço possui aproximadamente 6.000 servidores públicos, despendendo quase R$ 500 milhões ao ano com salário de comissionados e efetivos. A quantidade de funcionários do quadro, segundo a Prefeitura, dependerá do fechamento do número de turmas e/ou aulas, que em parte depende dos dados das escolas quanto ao processo de recuperação final dos alunos, bem como da procura de vagas que no caso da Educação Infantil e Fundamental 1 permanecem abertas.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;